Como ajudar alguém que está deprimido?

It's only fair to share...Share on Facebook
Facebook
Share on Google+
Google+
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

 

 

Depressão é uma condição séria que afeta milhões de pessoas e, apesar de cada dia termos mais informações sobre isso namídia, muita gente desconhece a doença, até porque ela vai s emanifestar de diferentes formas, já que cada indivíduo é único e tem uma história de vida singular.

Para entender melhor como se sente uma pessoa deprimida é necessário falarmos um pouco de autoestima. Desde a infância buscamos a aprovação e a validação dos outros. Isso faz parte do processo natural de crescimento e, com o amadurecimento, devemos ser capazes de reconhecer nossos valores e limitações, à despeito da opinião dos outros.

Na depressão, a baixa autoestima torna-se um problema, pois o deprimido tem sentimentos contínuos de ansiedade, inutilidade e inferioridade. A negatividade torna-se uma das características principais de seu pensamento, gerando julgamentos duros a respeito de si mesmo, além das sensações de desamparo e culpa.
É bastante difícil para quem passa por isso e também é muito desgastante e frustrante conviver com alguém deprimido. Muitas vezes, um amigo ou familiar sentem-se impotentes, não sabem como ajudar.

Neste artigo vou dar algumas sugestões sobre o que fazer para ajudar um amigo/parente que está deprimido. É importante lembrar que a depressão é tratável e que seu conhecimento pode ajudar quem precisa a superar os sentimentos paralisantes da depressão.

 

1.Não julgue ou critique.
A Depressão geralmente caracteriza-se por ideias de ruína e desesperança. O deprimido internaliza as situações ruins, perdendo a capacidade – parcial ou total – de enxergar as coisas de uma forma mais positiva. Não raro, quem tenta ajudar tem a tendência de falar coisas como: “anime-se!”, “você precisa sair disso!”, “você está exagerando…” e, muito rapidamente, passa para a etapa de julgamentos e críticas: “você está assim porque não se esforça o suficiente”, “se trabalhasse ou se ocupasse, estaria melhor”, “se continuar pensando assim, nunca melhorará!”.

Muita atenção para não cair nesta armadilha! Julgar o deprimido desta forma apenas aumentará seus sintomas. Ele precisa de apoio e orientação para procurar tratamento.

2. Seja paciente.
Sei que você quer ajudar e ver sua pessoa querida sair da depressão o mais rapidamente possível, mas o processo de recuperação é, geralmente, mais longo do que todos gostariam. Seja paciente com seu familiar/amigo. Sua paciência permite que eles saibam que você estará lá, não importa quanto tempo leve para eles se recuperarem.

3. Não minimize a dor deles.
Minimizar a dor de quem sofre de depressão pode invalidar e desvalorizar as emoções que ele sente. Permita que ele fale da tristeza dele com você, entendendo que você não precisa resolver o “problema” para ele.É necessário apenas ouvir e acolher.

4. Concentre-se em pequenos objetivos.
Quando alguém está sofrendo de depressão, pode sentir-se inútil até mesmo a tarefa mais simples. Elogiar suas realizações diárias, mesmo que pequenas, irá ajudá-lo a recuperar seu senso de realização e a se sentir mais motivado para assumir tarefas maiores e retomar suas rotinas regulares.

5. Aprenda o máximo que puder sobre depressão.
Compreender as causas da depressão irá incentivar a empatia. Você poderá entender o que está acontecendo com quem vivencia a dor da depressão. Além disso, aprender os sintomas da depressão o ajudará a reconhecer os sinais frequentemente imperceptíveis e permitir que você ofereça seu amor e apoio desde os primeiros estágios.

E lembre-se sempre que você pode contar com ajuda especializada, como psicólogos e psiquiatras da Vida&Mente!

Esta entrada foi publicada em saúde emcional. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *