Skip to main content
 -
Jornalista especialista em Produção em Mídias Digitais e mestre em Comunicação Digital Interativa. Professor e coordenador de Pós-graduação no IEC PUC Minas nas áreas de Marketing, Gestão e Vendas. VISITE MEU SITE: www.etcdigital.etc.br Marque uma consultoria pelo whatsapp: 31 998316905. Email: alysson@etcdigital.etc.br

Pokémon Go home: a invasão de privacidade chega à sua casa

 

Pokémon vira mania no mundo. Com as câmeras abertas, a privacidade está comprometida
Pokémon vira mania no mundo. Com as câmeras abertas, a privacidade está comprometida

Todo mundo comemora hoje a utilidade do Google Street View, que possibilita conhecer endereços em qualquer parte do mundo. Museus, universidades e até o fundo do mar podem ser explorados pelo aplicativo. Já é possível, inclusive, entrar em lojas, bares ou restaurantes para um tour nos espaços [https://www.google.com.br/maps/streetview/trusted/]. Para o comerciante, mais um canal de vendas ou a possibilidade de mostrar aos clientes como é espaçoso ou divertido seu estabelecimento. Tudo isso parece realmente sedutor, não é mesmo? Porém, as imagens podem também ser utilizadas para outros fins.

Tudo tem os dois lados

O tour pelos estabelecimentos pode alertar, por exemplo, sobre irregularidades em saída de emergência – como ocorreu no trágico acidente na Boate Kiss em Santa Maria (RS) -, falhas na segurança ou mesmos flagrar os visitantes. O que você estava fazendo às 10h da manhã no Bar Tito, em Ponta Grossa, Paraná (SC)? O site Gobefore [http://gobefore.me/] instalou câmeras de vídeo em diversos estabelecimentos espalhados pelo mundo para que seja possível, em tempo real, saber como está o movimento no local,e o pior, reconhecer as pessoas que estão frequentando. Já imaginou o que isso pode acarretar de problemas? O polêmico aplicativo expõe a privacidade das pessoas e sem a nossa prévia autorização. No entanto, estamos falando de estabelecimentos abertos ao público, que exigem, naturalmente, boas normas de conduta social.

O site Gobefore [http://gobefore.me/] instalou câmeras de vídeo em diversos estabelecimentos espalhados pelo mundo
O site Gobefore [http://gobefore.me/] instalou câmeras de vídeo em diversos estabelecimentos espalhados pelo mundo
Privacidade com o Pokémon Go?

Quando estamos com as câmeras do celular abertas em casa na busca frenética por Nidoran, Pikachu, Bulbassauro, Squirtle ou Charmander no Pokémon Go, estamos, também, expondo nossa intimidade ou detalhes muito valiosos sobre nossa intimidade. Vamos imaginar que um desses personagens caçados está na sala da sua casa. É possível identificar adornos, aparelhos eletrônicos, quadros e muitos outros detalhes que, somados, revelam informações preciosas que podem ser cruzadas, por exemplo, com localização, faixa etária e diversos outros parâmetros. Será que estamos seguros? Você já teve a curiosidade de ler a política de privacidade do Pokémon no site da desenvolvedora Niantic?

“Proteger sua privacidade (ou a privacidade da sua criança autorizada) é realmente muito importante para a Niantic.” É assim que eles abrem o extenso documento que lista a política de privacidade. A empresa não deixa claro como fica a privacidade das fotos e vídeos gerados pelo usuário e não diz, claramente, que não vai vender as fotos da sua casa. Não ache estranho, por exemplo, se receber um e-mail oferecendo uma nova televisão de 42 polegadas porque a sua já está bem velinha.

A loja de eletrônicos pode comprar um banco de dados precioso que classifica os possíveis clientes a partir da leitura das fotos obtidas da sua sala de estar, com o seu consentimento. Parece teoria da conspiração? Isso está muito perto de acontecer e não vá colocar a culpa no Pokémon Go!

vidadigital

Jornalista, professor IEC Puc Minas, blogueiro e consultor sobre novas mídias e marketing digital. Mestre em comunicação digital interativa e especialista em produção em mídias digitais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *