Don Serafim parte para o mundo dos espíritos e deixa saudade

Morreu hoje um dos mais importantes religiosos de Minas Gerais e do Brasil, o Cardeal emérito e ex-Arcebispo metropolitano, Don Serafim Fernandes de Araújo. Mineiro de Minas Nova, o religioso e segundo reitor da PUC Minas dedicou a vida às causas sociais, à Igreja Católica e nas palavras do Amigo e ex-deputado estadual e federal Agostinho Valente, Don Serafim foi um “mobilizador urbano”, apaixonado por BH, atleticano fiel e fervoroso, comandou a Universidade por 21 anos e fez historia, especialmente do curso de Comunicação Social da PUC Minas. Morreu por causas desconhecidas aos 95 anos, cumpriu sua missão e deixa saudades. Foi um intelectual influenciador de pelo menos duas gerações. Em nota, que publico na íntegra, a direção da Universidade comunica oficialmente a morte do Grão chanceler e Reitor.
 
“É com profundo pesar que a Reitoria da PUC Minas comunica  à comunidade acadêmica o falecimento, nesta terça-feira, dia 8 de outubro, do ex-Presidente da Sociedade Mineira de Cultura, Grão-chanceler e Reitor da Universidade, Cardeal Dom Serafim Fernandes de Araújo.

Dom Serafim nasceu em 13 de agosto de 1924 em Minas Novas (MG). A história da PUC Minas enlaça-se com a de Dom Serafim Fernandes de Araújo como educador, pastor e como um grande incentivador da educação e da cultura. Dom Serafim foi o segundo reitor da Universidade Católica de Minas Gerais, sucedendo o ex-reitor Pe. José Lourenço da Costa Aguiar, de 1960 a 1981.                

Mestre em Teologia e em Direito Canônico pela Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma, Itália, Dom Serafim foi também, entre outros cargos e funções, membro do Conselho Federal de Educação e presidente da Câmara de Ensino Superior; membro do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais e da Pontifícia Comissão para a América Latina; vice-presidente da CNBB; e presidente do Regional Leste II da CNBB.        

A todos os familiares e amigos do Cardeal Dom Serafim Fernandes de Araújo, nossa mais profunda e sincera manifestação de pesar, na confiança de que a dor da partida do pastor e amigo apenas pode ser mitigada com a certeza da Ressurreição.                          

Informamos-lhes, ainda, que a Reitoria da PUC Minas, em face do falecimento do seu ex-Grão-chanceler e Reitor, decretou luto de três dias na Universidade. Reitoria da PUC Minas”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *