Com chuva o trânsito fica pior no Buritis

A mediocridade segue imperando no tema mobilidade urbana. Exemplos para comprovar a visão tacanha do gestor do trânsito são muitos, mais de 200, mas um em especial salta aos olhos e expõe a desconexão do poder público com o drama da população: Refiro-me ao encontro das avenidas Raja Gabaglia, Barão Homem de Melo e a Rua José Rodrigues Pereira no bairro Buritis.
A topografia convida a inteligência da BHTrans e da SUDECAP para sair do lugar comum, trocando os puxadinhos, que não resolvem, por obras de arte da engenharia. Porém a direção das duas autarquias incluindo o time de engenheiros que respondem por projetos parece dormir um sono profundo, revelando entre outras coisas uma acomodação que deveria ser motivo de exoneração em massa.
Este gargalo crônico na entrada do bairro mais populoso de BH e em um dos corredores mais importantes da cidade demonstra a falta de compromisso da gestão Kalil com as demandas de mobilidade urbana da capital. Curiosamente a sede da BHTrans e do COP (Centro de Operacoes da Prefeitura) fica a alguns metros dali. É como se não existisse.
Chego a pensar que os engenheiros e o próprio presidente da BHTrans, o petista Célio Bouzada, chegam no local de trabalho diariamente de helicóptero. No lugar deles, eu teria vergonha, tamanha a mediocridade das ações em prol da fluidez, se é que existe alguma coisa sendo feita.
Fosse essa turma de acomodados cobrada, tivessem metas a cumprir e um prefeito que conhecesse a cidade, de certo alguma obra já teria sido feita ali. Infelizmente a situação caminha de mal a pior e não se vê ações capazes de diminuir o martírio de quem é obrigado a enfrentar o trânsito do Buritis diariamente. Eles preferem seguir apresentando desculpas esfarrapadas, transferindo o problema para a população que escolheu andar de carro. Repare que eles desapareceram, não debatem o assunto, escondem em escritórios com ar condicionado, enquanto a população sofre com a falta de competência deles.
Para não dizer que eu só critico, sugiro aos acomodados que saiam do lugar comum, façam ali uma trincheira, um viaduto e libertem a população do Buritis e dos motoristas que passam pela Raja ou pela Barão em direção  outras regiões da cidade, antes que seja tarde e que o volume de veículos cresça ainda mais.
A população não aguenta mais conversa mole para boi dormir. Chega de lero lero. Se não dão conta ou a preguiça é maior do que a vergonha na cara, peçam pra sair e deixem engenheiros competentes, pró-ativos assumirem a responsabilidade sobre a mobilidade urbana. A falta de compromisso de vocês afeta a vida de milhões de pessoas. Prefeito Kalil, tire sua bunda da cadeira e circule pela cidade, mostre que seu negócio não é só fanfarra e futebol, honre o meu voto.
José Aparecido Ribeiro
Jornalista – jaribeirobh@gmail.com – WhatsApp 31-99953-7945

7 comentários em “Com chuva o trânsito fica pior no Buritis

  1. Belo e verdadeiro texto.
    Eu mesmo não sendo morador do bairro Buritis Mais com uma certa Constância círculo pelas engarrafado as ruas do bairro.
    Sou taxista e quando me pedem para transportar algo ou alguém para o bairro Buritis me dói o coração, pois me lembro da dificuldade que terei para chegar ao bairro e depois sair do bairro.
    Concordo em gênero número e grau quanto à incompetência da BHTrans e seus apaniguados na gerência do trânsito e do transporte público na cidade de Belo Horizonte.
    A população que sofre e reclama com toda razão só deveria se atentar a quem realmente é o culpado por todo esse caos espalhado não só no bairro Buritis Mas pela cidade de Belo Horizonte.
    Além da notória incompetência dessa autarquia chamada BHTrans, poderíamos colocar também para engrossar o caos os milhares de veículos particulares que vem fazendo transporte de forma remunerada passando por cima de todas as leis vigentes no país.
    O falso argumento e dizer que este serviço é legal por conta da crise existentes no país não condiz com a realidade.
    Basta usar a matemática e calcular, e vão se certificar que aqui em Belo Horizonte assim como na maioria das cidades Brasil afora os governos incompetentes estão submeter no pessoas a escravidão sobre a batuta dessas empresas estrangeiras que gerenciam aplicativos e exploração a mão de obra desses coitados.
    Há cinco anos pelo menos estamos tentando solucionar essa questão, porém a incompetência inoperância da prefeitura da BHTrans E por que não incluir também a Câmara municipal de Belo Horizonte, permitiram e permitem a invasão segundo as fontes Dom conta de mais de 60 mil veículos particulares circulando pelas ruas de Belo Horizonte prestando um serviço que necessitaria de autorização e não as têm, a prefeitura a BHTrans a câmara municipal a polícia militar a guarda municipal fazem vistas grossas não se esforçam para solucionar a questão do trânsito em Belo Horizonte.
    A palavra mais adequada para definir atual administração seria, “lamentável”.

    • Cada qual avalia a situação pelo seu ponto de vista, né? O taxista, por exemplo, põe a culpa na Uber, mas esquece de mencionar que a classe dele sempre foi protegida e beneficiada pela legislação. Por exemplo, conseguiram aprovar na Câmara, a qual tanto critica, lei que permite a transferência da permissão para herdeiro. Veja só: uma permissão pública que deveria retornar para ser novamente licitada é herdada pela família como se fosse patrimônio dela! E por que não falar na “máfia” de compra e venda de placas (uma irregularidade!) que chegava a custar o valor de um apartamento? E por que não falar na péssima qualidade do serviço de táxi que vinha sendo prestado antes dos concorrentes da Uber? Esta viu uma oportunidade de mercado. Não se defende tanto a livre concorrência? Pois é, ela está e sobreviverá os mais fortes!

  2. Não tem jeito. BH é uma roça, bem como a mente dos que a gerem. O tempo passa mas continuamos sempre presos no passado arcaico com o caos às cegas dos que nos administram. Meu maior medo é a minha lucidez que me diz que nada vai mudar.

  3. Um bairro onde a maioria dos moradores é jovem,um grande número de crianças pequenas e de repente com uma chuva que cai o bairro fica praticamente interdidato!Ao meu ver,fora os transtornos que as chuvas causam ao bairro o mais grave é a desvalorização dos imóveis que nunca alcançam valores reais devido à maior polêmica da região 😮 trânsito! Muito pouco foi feito até agora!
    Urge que se façam obras grandes, o bairro inteiro espera por isto!
    Muito bem abordado e real o texto acima!Como sempre o autor José Aparecido na defesa dos problemas contundetes do trânsito de
    Belo Hori,onte!!

    • É preciso se pensar como foi feita a ocupação do bairro Buritis. Para que serve um plano diretor? Entre muitas coisas não seria para direcionar o crescimento e expansão da cidade? Não seria para chegarmos à cidade que queremos no futuro? Pois bem, o bairro é o resultado da especulação imobiliária desenfreada que enriqueceu ainda mais construtoras. Estas, sabemos, sempre se articularam em bastidores para terem a legislação a seu favor. Construíram e venderam como quiseram, sempre com aval do poder público que nunca impôs regras nem contrapartidas, ficando apenas como ônus, por exemplo, na questão dos transportes e trânsito. E o cidadão? Por que se omitiu vendo tudo isso? E você que comprou um apartamento no bairro Buritis, nunca pensou nisso? É tarde para reclamar!

  4. Foram eleger Kalil, um petista disfarçado. Toda a cúpula da BHTRANS e outros órgãos é petista. Todos voltaram! No Brasil inteiro esses seres foram extirpados, aqui ao contrário.
    Não dá mais!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *