Barulho de motos e veículos incomoda população de BH e prejudica a saúde

Aceitando a provocação do leitor Rodrigo Paulo que acompanha nossos artigos no blog, trazemos o assunto barulho provocado por escapamentos de motocicletas adulterados nas ruas de BH. Motocicletas que precisam sair de circulação urgente. O leitor mora em bairro próximo a Av. Raja Gabaglia e vive noites de pesadelo, fazendo alerta para os efeitos na saúde de quem trabalha no dia seguinte e em especial para enfermos e crianças que despertam assustadas durante toda a madrugada.

Algumas motocicletas emitem ruídos que podem ser ouvidos a quilômetros de distância. Contudo não se vê blitz para impedir o abuso da lei do silencio. Vale lembrar que excesso de ruídos prejudica o próprio condutor da motocicleta. As irregularidades não ocorrem apenas com as motocicletas, é fácil encontrar veículos, ônibus e caminhões emitindo ruídos acima do permitido nas ruas da capital.

O leitor Rodrigo Paula sugere que sejam realizadas blitz periódicas em sistema de mutirão pelo batalhão de trânsito da Policia Militar, BHTrans e Secretaria do Meio Ambiente, com ações de fiscalização coibindo os excessos. Com efeito, chamo atenção para os caminhões de coleta de lixo noturno que usam a marcha ré para alcançar as ruas mais íngremes de alguns bairros da capital, disparando automaticamente apitos de alerta que são verdadeiras sirenes.

Se não bastasse o ruído provocado pelo motor do caminhão e da caçamba, ainda tem os gritos dos profissionais responsáveis pela coleta, que são ouvidos a distancia, transformando a noite de muita gente também em pesadelo. Sabemos e valorizamos estes profissionais, aliás, são indispensáveis, muito mais do que a maioria dos políticos, mas eles precisam receber orientação no sentido de evitar barulho quando estão recolhendo o lixo durante a madrugada.

Existe outro barulho pior do que o mencionado e que causa prejuízos à saúde das pessoas, refiro-me ao latido incessante de cachorros cujos donos costumam apreciar, ou tratar como “musica” aos ouvidos. Mas isso é assunto para outro artigo exigindo depoimentos e consultoria de advogado especialista.

José Aparecido Ribeiro

Jornalista – jaribeirobh@gmail.com

WhatsApp – 31-99953-7945 – Sugestões de temas e opinião

10 comentários em “Barulho de motos e veículos incomoda população de BH e prejudica a saúde

  1. Excelente tema a explorar. Somos todos vítimas de nós mesmos, pois não existe no Brasil a cultura da manutenção. Os nossos veículos, além de não passarem pelas manutenções necessárias para garantir segurança mínima, são modificados sem critério, muitas vezes em descumprimento à legislação. As consequências são: emissões atmosféricas excessivas, falhas mecânicas que causam acidentes, congestionamentos e agravam a falha humana. Em países diversos existem programas de inspeção técnica veicular, que são ferramentas para o fomento da manutenção e educação para a segurança veicular. Como são atividades periódicas, em toda a frota, gera-se estatísticas, reduz acidentes por falhas mecânicas e controla índices de emissões atmosféricas, incluindo ruídos excessivos.
    Este programa é previsto desde 1997 no CTB, mas o Contran até hoje não conseguiu tirar do papel. Falta vontade política.

  2. Por que a Polícia Militar não apreende essas motos com miolo da descarga abertas e placas entortadas? O que mais vemos pelas ruas de Belo Horizonte e interior de Minas são essas motos, fazendo barulhos ensurdecedores, avançando semáforos, transgredindo leis e intimidando motoristas, todos com as descargas abertas fazendo muito barulhos e as placas entortadas. Por que não ha uma fiscalização?

  3. Sempre que veja uma moto Honda Titan 125 com escapamento adulterado e emitindo um barulho acima do normal, fico pensando qual a ideia do “condutor” ao fazer tal modificação.
    Será que o indivíduo (pobre, com certeza) imagina que será notado na rua por estar fazendo mais barulho que os demais veículos?
    Será que ele acha que o som estridente da sua motoca tem o mesmo efeito que uma Ferrari vermelha tem sobre as mulheres?
    Será que o camarada pensa: “Já que sou pobre e fudido, pelo menos barulho eu faço para incomodar os outros…

  4. Tem coisa ta ruim quanto moto; helicópteros de emissoras de tv, de radio, de político s*… Moramos proximo a Antonio Carlos e somos acordados diariamente por essas m*, que serve para “noticiar” o transito de BH, como se nas notícias tivessem alguma novidade

  5. Concordo plenamente. Os ruídos das motos, caminhões caçamba e alguns veículos e cachorros além de alarmes que disparam seguidamente, sem que o proprietário conserte sua sucata.

  6. So aumenta esse tipo de abuso, a razão eh obvia, a PM não esta fazendo o dever de casa e não multa nem apreende estes veiculos. São os folgados do volante, acham que podem fazer barulho pela cidade como se fossem os donos das ruas, e que se lasque a população. Imaginem o caos se todo motorista se achasse no direito de fazer barulho na rua com seu automovel ou moto.

  7. Mas o pior de todos mesmo não foi citado: o som estridente que o sujeito tem em seu carro e aciona como se fosse um trenzinho elétrico. E pode-se notar que ” o carro é velho, a música é ruim, o cara é feio e ele está sozinho”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *