VIRTUAL E REAL… AINDA BEM…

Publicado em Sem categoria

Num post publicado dia 2, questionei a quantidade de pilotos reservas, e segundos, terceiros ou quartos à disposição das escuderias da F-1, especialmente no momento em que os testes se limitam a 15 dias na pré-temporada e uma semana depois do campeonato. Claro que tem gente que aproveita para ganhar uns bons trocados (especialmente as menores), como há quem não tenha talento suficiente para chegar por méritos próprios e leva uma mala cheia de dólares para posar de piloto da principal categoria do automobilismo…

Segundo minhas contas (que ainda não tinham Nick Heidfeld em lugar de Robert Kubica), são 19 reservas para 24 titulares, e teve gente, como a própria Lotus Renault, que caprichou. Cheguei a citar inclusive que o italiano Davide Rigon, duas vezes campeão da F-Superliga (aquela dos clubes de futebol) foi contratado pela Ferrari apenas e exclusivamente para trabalhar no simulador de Maranello.

Felizmente descubro que hoje, na pista de Fiorano, Rigon deveria ter completado suas primeiras voltas no comando de um F60 (de verdade), o carro de 2009. A chuva, no entanto, adiou a programação, mas Rigon terá sua chance. Menos mal, ou eu iria sugerir que os times começassem a procurar nos campeonatos de Playstation seus próximos colaboradores. Ainda bem que continua sendo tarefa para pilotos com P maiúsculo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *