SÓ UM DETALHE…

Publicado em Sem categoria

Tudo bem, estamos no mês do ínício de mais um Mundial de Fórmula 1 – seriam apenas duas semanas de espera caso a situação no Barein não tivesse chegado ao ponto em que chegou – mas entre tantas coisas ditas, feitas, tantos testes, análises e novidades, uma coisa em especial me chamou a atenção e mostrou que o sucesso pode ter, sim, uma pitadinha de sorte.

Senão vejamos: a Pirelli, desde setembro do ano passado, limou o asfalto de vários autódromos pelo mundo (Monza, Mugello, Barcelona, Paul Ricard, Valencia, Abu Dhabi) com um carro 2009 da Toyota e a colaboração de Nick Heidfeld, Pedro de la Rosa e Romain Grosjean. Foram mais de 18 mil quilômetros e, apenas na semana seguinte ao término do campeonato, as escuderias tiveram contato com as primeiras versões dos novos compostos, em Yas Marina. Puderam avaliar, comparar e dar sugestões – Felipe Massa e Michael Schumacher encabeçaram o coro por pneus dianteiros que proporcionassem mais grip e mais rápido, no que foram prontamente ouvidos pela equipe técnica do fabricante milanês.

Só que…nenhum teste, até o início propriamente dito da pré-temporada, em 1º de fevereiro, foi feito levando em conta as duas grandes novidades da temporada: a volta do Sistema de Recuperação de Energia Cinética, o Kers, e a adoção da asa traseira móvel que, quando acionada, reduz a resistência ao ar. O cálculo é de que, juntos, os dois mecanismos proporcionem 30 km/h de velocidade extra, ainda que por alguns segundos.

Pois bem, por enquanto está tudo saindo como manda o figurino, mas ainda não se sabe se, em condições extremas, a borracha aguentará. A Pirelli garante que levou todo o tipo de fenômeno em conta, mas admite que só pôde ter uma ideia do que a espera quando os carros 2011 ganharam a pista. E não revela se foi ou será obrigada a fazer algum tipo de reforço para evitar problemas. Se for o caso, periga de os pilotos encontrarem, em Melbourne, algo bastante diferente daquilo a que se acostumaram. O que pode ser mais um fator numa equação que já não é das mais simples. Tomara que seja apenas cisma…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *