SERÁ?

Publicado em Sem categoria

A notícia está no respeitabilíssimo blog italiano Italiaracing.net (baseando-se, presumo eu, em notícia publicada na Veja) e o blog apenas reproduz as informações, mesmo porque ainda não dispõe de indícios suficientes para falar contra ou a favor, mas trata-se de mais um episódio envolvendo a família Piquet, justamente agora quando pai e filho obtiveram ganho de causa na ação movida contra a Renault por calúnia e difamação depois da confusão do Crashgate – a lambança feita no GP de Cingapura de 2008 e revelada ano passado. E justamente quando Nelsinho conseguiu vaga numa das melhores equipes da Nascar Truck Series para disputar toda a temporada de 2011.

Diz o texto que Nelsão e Nelsinho teriam se aproveitado da Federação Cearense de Automobilismo para enviar ao exterior quantia de 3 milhões de euros sem o pagamento dos devidos impostos entre 2005 e 2008. E não seria o único. Vários outros personagens teriam se aproveitado do esquema para fugir do Leão. A bem da verdade, a história não é nova – e já levou à prisão, há um mês, tanto do presidente da FCA, Haroldo Scipião, quanto do piloto de kart e stock car Hybernon Cysne, mostrando que nesse angu tem caroço. Não se trata, pelo visto, de exclusividade brasileira. Nem Valentino Rossi escapou de um acerto com o fisco italiano. No que eu só posso acrescentar o seguinte: federação do que quer que seja não é banco, nem deve servir para burlar a legislação – e é a segunda a ver seu nome enlameado depois da prisão do ex-vice-presidente da CBA e presidente da Federação Paraense, Antônio Neto, por suposto envolvimento num esquema de superfaturamento na área da saúde. Nada bom para o esporte.

Crime fiscal se resolve de forma fácil: paga-se o devido, mais a salgada multa, e as contas estão certas. Mas quem se presta a esse tipo de tramóia não pode ser indicado nem pra síndico de prédio…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *