Os 20 anos sem Ayrton Senna na telinha da TV…

Publicado em Sem categoria

O tema é triste mas, ao mesmo tempo, fascinante. E valeu o convite para participar, pela primeira vez, do TV Verdade, programa da Alterosa, emissora do SBT em Minas e, como o Estado de Minas, parte dos Diários Associados. Ao longo de 45 minutos, com o âncora Ricardo Carlini; o psicólogo esportivo Jairo Stanciolli, que mostrou ser fã de carteirinha da F-1 a ponto de lembrar de episódios que nem eu recordava, e a antenada e simpática Iris Chaves, foi possível voltar no tempo, até um triste 1º de maio de 1994 que se tornou divisor de águas na história do automobilismo e do esporte. Nem parece que faz tanto tempo que Ayrton Senna foi acelerar em outros cantos e deixou um legado de ações e saudade, de exemplos e lembrança. Adjetivos à parte; comparações à parte, não há como ignorar o alcance de um mito que foi além das pistas e conquistou respeito e admiração mesmo de quem não acompanhava a F-1; de brasileiros, mas de cidadãos de todo o mundo. Se você não viu, vale ver, até mesmo para curtir as imagens do colega Roberto Cabrini, que teve o privilégio de conviver com o tricampeão, mas também a triste missão de anunciar, em rádio e TV, a sua morte… É de arrepiar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *