OLHOS PUXADOS

Publicado em Sem categoria

   O Mundial de F-1 chegou nem chegou à segunda etapa e já está sem pneus de 2011 em diante. Quem nutria esperanças de que a Bridgestone continuasse fornecendo seus compostos à categoria caiu do cavalo com mais uma confirmação oficial – desde o fim do ano passado a informação já era de conhecimento do circo que, é claro, busca por alguém que ocupe o lugar dos japoneses.     Pois não é que os olhinhos dos responsáveis pela borracha das máquinas podem continuar puxados? Segundo o festival de rumores que não sossega nem quando os carros aceleram, duas marcas sul-coreanas estariam na parada: Hankook e Kumho. Os leitores mais atentos já devem ter visto anúncios de ambas por aqui, e é exatamente esta a ideia: ganhar visibilidade mundial e mostrar que os produtos (para os carros de rua, bem entendido) são tão bons quanto os dos principais rivais, com preços competitivos. Para quem teme pela qualidade dos pneus, vale o registro. Ambas têm programas agressivos no automobilismo – a primeira é parceira da F-3 alemã, enquanto a segunda equipa os carros do Europeu de F-3 – e não teriam dificuldades para encarar o novo desafio.       Mas você deve estar se perguntando: e quanto a nomes tradicionais como Michelin, Pirelli ou Goodyear, e suas subsidiárias? Bom, a primeira não concorda com o sistema de fornecedor único, a segunda parece preferir a parceria com o Mundial de Rali e a terceira, desde quando decidiu se concentrar nos EUA, nunca deu sinais de que gostaria de voltar. A inglesa Avon (que, segundo consta, tem como sócio um certo Bernie Ecclestone), corre por fora. Com a entrada da Coreia no calendário, em Yeongam, e a fase da dupla Kia/Hyundai no mercado automotivo, não é de se estranhar que o tigre asiático tome o lugar dos japoneses também na F-1.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *