Olho neles, antes que a fonte seque…

Publicado em Sem categoria
Pode ter passado meio batido mas, justamente quando o automobilismo brasileiro vive um preocupante momento no que diz respeito à renovação, é sempre bom ressaltar uma iniciativa que chegou à 15ª edição e é o mais importante que se faz para tentar seguir revelando campeões nas pistas. Falo da Seletiva Petrobras de Kart, vencida por Olin Galli, piloto carioca de 17 anos. O prêmio de R$ 123 mil e o teste nos EUA são um tremendo incentivo, na verdade dos poucos que se consegue acelerando no país (vale um parêntese para elogiar o que vem sendo feito por Rafael Cançado da RBC Preparações, cujas competições oferecem prêmios e participação em eventos do kart internacional, como a final do Challenge Iame X30, vencida em 2012 pelo mineiro Sérgio Sette Câmara).

Isso posto, e como um evento de dois dias não é o suficiente para determinar quem tem talento e quem não – muito pelo contrário, todos os finalistas merecem elogio, e entre quem não se classificou também há gente boa de braço – fica o desejo de que não apenas Galli, mas seus adversários, casos de Bruno Bertoncello, Vítor Baptista, Matheus Leist, Pietro Rimbano e o mineiro Paulo Victor, um dos caçulas da seleção deste ano recebam todo o apoio de quem pode fazer alguma coisa. Não custa lembrar que “nunca antes na história deste país” a fonte esteve tão vazia, quase seca. E melhor do que qualquer coisa é ter para quem torcer nas pistas do mundo como protagonistas em brigas de cachorro grande. Ainda está em tempo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *