Ficou assim…

Publicado em Sem categoria

Depois do lamentável incidente que tirou a vida de Dan Wheldon em Las Vegas e dos primeiros questionamentos sobre o visual das máquinas da F-Indy, a Dallara e os organizadores da categoria resolveram arregaçar as mangas e voltaram ao túnel de vento para refinar o kit aerodinâmico do DW12 destinado aos Superspeedways (Indianápolis e Fontana). Que as asas seriam menores era fato – quanto menos pressão aerodinâmica, melhor – mas o que chamou a atenção foi a ideia de unir o aerofólio traseiro à carenagem que envolve as rodas traseiras para evitar capotagens. Neste exato momento (em que o post está sendo escrito), as equipes, cada um com um piloto (quem usa motores Lotus não anda, por absoluta falta de propulsores), estão verificando a eficiência do conjunto no oval mais famoso do mundo. O resultado estético você confere na foto de Scott Dixon. Eu adianto que dividiu opiniões…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *