ENTRE A FESTA…

Publicado em Sem categoria

Muito bom ver a dupla Enrique Bernoldi/Xandinho Negrão dominar a penúltima etapa do Mundial FIA GT1 em Interlagos, com a bela Maserati MC12, que vive seus últimos momentos de glória depois de uma carreira sensacional nas pistas do planeta. Aliás, a realização da prova por si só já é uma vitória, especialmente por reunir um bom público, fazer dobradinha com o GT Brasil e ter boas perspectivas de seguir no calendário nos próximos anos. Bastante diferente do cenário que este que vos escreve encontrou em 1996, quando acompanhou a única visita ao país do ITC, a versão global do DTM alemão, que morreria por excesso de grandeza pouco tempo depois, renascendo numa nova forma. Arquibancadas praticamente às moscas, dava para contar nos dedos quem acompanhou de perto os pegas entre feras como Bernd Schneider, Giancarlo Fisichella, Dario Franchitti, Nicola Larini, Manuel Reuter, Tony Kanaan, Christian Fittipaldi e um Max Wilson que, sob chuva, deu um show na segunda bateria com sua Alfa Romeo 155.

Mas, voltando ao FIA GT, se tivemos no país todos os mundiais em autódromos promovidos pela entidade (F-1 e o WTCC são os demais), infelizmente resultados como o deste domingo são um óasis em tempos de seca. Não vencemos na 1, na GP2, na GP3 ou na Indy Lights; Tony e Hélio Castroneves nos salvaram na IRL; Augusto Farfus foi apenas uma vez ao alto do pódio com sua BMW entre os carros de turismo; Gabriel Dias e Luiz Felipe Nasr salvaram a honra na F-3 inglesa, assim como Victor Corrêa no Open Euro F-3, mas poderia ter sido muito melhor. É bem verdade que o ano vai chegar ao fim com dois títulos de destaque: o de João Paulo de Oliveira na F-Nippon (versão japonesa da F-3000); que infelizmente tem poucas perspectivas de levá-lo mais longe e o de César Ramos na F-3 italiana, esse sim prenúncio de uma trajetória promissora. Diante do que já vencemos, no entanto, não é tanto assim. Se no alto da pirâmide a situação é menos preocupante, está passando da hora de pensarmos no caminho até ela…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *