Então é isso?

Publicado em Sem categoria
Chega à caixa de e-mails deste que vos escreve mensagem da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) em que a direção da entidade pede desculpas ao piloto Pedro Piquet (irmão mais novo de Nelsinho e filho de Nelsão), impedido de correr na etapa de Hampton Downs da F-Toyota Racing Series neozelandesa por não ter a licença internacional exigida para participar do evento – teria havido um imbróglio envolvendo a participação ou não dos menores de 16 anos em provas internacionais de monopostos, de todo modo, não informado a quem de direito no devido tempo.

A Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), na pessoa de seu presidente, Cleyton Pinteiro, e a Federação de Automobilismo do Estado do Maranhão (FAEM), em nome de seu presidente, Giovanni Guerra, consternados com o episódio ocorrido durante o campeonato Toyota Racing Series, na Nova Zelândia, em consequência de um ato equivocado, veem a público e à luz da verdade, pedir sinceras desculpas ao piloto Pedro Piquet.

Certos de sua compreensão, permanecemos a disposição com o objetivo de sempre colaborar e apoiar nossos pilotos e nosso Automobilismo.Agora imagine você fazer as malas e gastar dinheiro para acelerar do outro lado do mundo e ser impedido de acelerar por um motivo alheio à sua vontade? Esqueçamos por um momento as críticas que o pai de Pedro, tricampeão mundial de F-1 faz à cúpula do esporte no Brasil e pensemos que é “um piloto qualquer”. Como ficaria se ele estivesse na luta pelo título? Ou se os patrocinadores exigissem participação em todas as etapas para bancar os custos? É assim que se “colabora e apóia nossos pilotos e nosso automobilismo”? Com a palavra os envolvidos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *