Com um gás a mais…

Publicado em Sem categoria

Da série campeonatos diferentes e interessantes espalhados pelo mundo… Alguém já ouviu falar da Green Scout Cup? Ao contrário do que parece, não é uma competição de escoteiros, muito menos acontece num país de língua inglesa. Trata-se da primeira série aberta exclusivamente a modelos movidos a gás liquefeito de petróleo, o GLP, ou gás natural. Aliás, modelos não, modelo, já que os organizadores contam com o apoio da Kia, que ofereceu o Venga 1.4, carrinho popular da montadora sul-coreana. E quem está por trás da iniciativa é a BRC que, para quem não conhece, é uma das principais produtoras de kits de conversão de motores movidos a gasolina para o combustível alternativo. Um de seus dirigentes, Max Fissore, participa de campeonatos de longa duração com um Nissan 370Z preparado de forma semelhante.

Pois o Green Scout Cup, além do apelo ecológico e do caráter único, ainda tem outro apelo: os custos. Um fim de semana de corrida num autódromo como Ímola, Magione ou Adria pode sair por não mais que 1,5 mil euros (cerca de R$ 3,8 mil). Vários apoiadores se uniram ao projeto e o grid reúne, desde pilotos experientes a novatos como Jimmy Ghione, que vem a ser um dos apresentadores do programa Striscia la Notizia, que pode ser comparado ao CQC, ou ao Pânico, para ficar no caso brasileiro.

Por falar em Brasil, aliás, seria uma ótima ideia. A própria Kia poderia participar da brincadeira (tudo bem, o Venga não é vendido por estas bandas, mas temos o Picanto) e seria uma alternativa a tantas séries monomarca que exigem bolsos recheados (Porsche 911 Cup, Mini Challenge, DTCC Audi, Mercedes-Benz Challenge). Especialmente porque, depois do fim da F-Palio e da Copa Clio, está faltando uma categoria de acesso aos carros de turismo em caráter nacional. Quem sabe não pode ser este o gás que está faltando?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *