CARRÕES NA LAMA

Publicado em Sem categoria

Se você, caro leitor, ao se deparar com um carro superesportivo – seja ao se surpreender com algum na rua, ou estacionado num shopping, ou mesmo nas imagens de corridas envolvendo GTs – não consegue deixar de pensar na quantidade de zeros normalmente associada ao preço de uma dessas joias sobre rodas, exclusividade para muito poucos (a Ferrari, por exemplo, não produz mais do que 6.000 máquinas por ano para todo o planeta), fique sabendo que tem gente que quer jogar esses carrões na lama. A começar pelo presidente da Federação Internacional de Automobilismo, monsieur Jean Todt.

Pois a entidade aprovou uma resolução que autoriza e regulamenta, a partir de 1º de janeiro, a participação dos GTs em provas do Mundial e do Europeu de rali. A medida, é bom que se diga, dificilmente ameaçará a supremacia dos modelos próprios para o esporte, já que a ideia é manter o máximo possível de elementos de série, com as adaptações necessárias para a segurança e para que toda a performance disponível seja aproveitada. Claro que é de se esperar que Porsches, Lamborghinis, Aston Martins e Ferraris marquem presença apenas nas provas em asfalto, mas as modificações na suspensão são livres, e não seria de se espantar se alguém resolvesse encarar os eventos com piso de terra menos acidentado. De todo modo, é coisa para quem tenha conta bancária recheada, ou patrocínio muito forte, pois deixar parachoques, lanternas ou pedaços pelo caminho é algo praticamente inevitável quando se acelera em meio a pedras, muros, cercas, postes e pontes estreitas. Mas que vai ser um espetáculo, com toda a certeza…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *