BRASIL + INGLATERRA = CARRO VENCEDOR

Publicado em Sem categoria

Engenheiro e criatividade brasileiros + tradição inglesa = carro vencedor. Não entendeu a equação? Eu explico. Já vão longe os tempos em que a única coisa que exportávamos, em se tratando de automobilismo, eram pilotos. Ricardo Divila, projetista dos Copersucar, de Emerson Fittipaldi, foi o pioneiro, nos anos 1970. O gaúcho Luiz Fernando Cruz, além de ótimo piloto, também andou desenhando máquinas de corrida na terra da rainha. Agora é a vez de Marcos Lameirão. O paulista de 37 anos é, desde 2007, o responsável pelo desenho dos carros da Ginetta (nenhum parentesco com este que vos escreve). Uma pequena e charmosa fábrica britânica surgida em 1958 e que, nas mãos do empresário (e piloto) Lawrence Tomlinson ganhou novo fôlego.

Para começo de conversa, Marcos herdou a paixão do pai, Chiquinho Lameirão, fera das décadas de 1960 e 1970, tempos da rivalidade máxima nas pistas brasileiras, das equipes Willys e Vemag, do Fusca com motor Porsche dos irmãos Fittipaldi e de botas como Luiz Pereira Bueno, Jan Balder, José Carlos Pace e tantos outros. Preferiu envereder pelo lado técnico, se tornou engenheiro e criou o G50, grande responsável pelo sucesso atual da Ginetta. O carro tem direito a uma copa exclusiva na Inglaterra e, graças aos bons resultados, passou a aparecer também na categoria GT4. É leve (945kg), empurrado por um confiável motor Ford V6 3.5 e tem formas que mostram a competência do brasileiro. Chegou às pistas verde e amarelas e já vem fazendo bonito. Com um detalhe: como modelo tipicamente “british”, tem direção do lado direito. Só questão de costume, garante quem já pilotou o carrinho, bem mais barato que as Ferraris, Maseratis e outros adversários. É de tirar o chapéu..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *