Automobilismo é bom por isso…

Publicado em Sem categoria
Que tal completar 12 horas de corrida, ou quase 400 voltas por um dos mais lendários circuitos do lado de cá do Equador, o de Mount Panorama, em Bathurst, na Austrália, e ver tudo se decidir nas voltas finais, com apenas quatro décimos de segundo separando vencedores e segundos colocados? Este é daqueles finais que se tornam históricos, lendários, especialmente pela qualidade dos nomes envolvidos. Na terra dos cangurus e dos Supercars V8 as competições de longa duração também se tornaram moda – já mostrei por aqui o Ves Kanda, um protótipo com motor Chevrolet criado para encarar as Porsche 962 e Sauber C9 Mercedes nos tempos do Mundial de Marcas e sua visita a Sandown Park. Voltando ao presente, curta o vídeo, a disputa entre a Ferrari 458 GT3 da Maranello Motorsport comandada, no stint final, pelo craque Craig Lowndes e a Mercedes SLS da HTP Motorsport, que o prodígio alemão Maxi Buhk conduz com maestria num traçado traiçoeiro. Duvida? Então preste atenção no trecho de montanha, em que os muros cercam a pista e não há nem sombra de área de escape. E olha que foi depois de meio dia de velocidade…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *