ASSUNTO DE FAMÍLIA

Publicado em Sem categoria

Dario Franchitti é como aqueles jogadores de futebol que, por melhor que fossem, não conseguiram disputar uma Copa do Mundo (culpa de suas seleções, não deles…). Merecia ter ganho uma chance na F-1 além de um teste-relâmpago na Jaguar, já que ganhou por onde passou, e foi competitivo na F-3 e no DTM, onde chegou a reforçar o time oficial da Mercedes. Como aliás fez um certo Paul di Resta, que vem a ser primo do piloto da Ganassi, e hoje começa a ser apontado como a aposta para aposentar um tal de Michael Schumacher graças aos promissores primeiros resultados com a Force India.

O escocês bom de braço e gente boa – olha que nem entra no julgamento o fato de ele ser casado com uma “certa” Ashley Judd – podia se sentir chateado, mas é o primeiro incentivador do primo, a ponto de tê-lo apoiado inclusive financeiramente nas categorias de formação. “Se eu sentisse inveja dele, não o teria ajudado. Muito pelo contrário, é fantástico que Paul tenha chegado lá. Sei que ele merece e tem toda a capacidade de fazer muito mais. Não é apenas meu primo, é meu irmão, sempre fomos muito próximos”. Aliás, automobilismo é mesmo coisa de família, já que Marino, irmão (mesmo) de Dario, não é tão talentoso, mas se transformou num piloto bastante honesto nas provas de longa duração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *