Adesivo dedo-duro…

Publicado em Sem categoria
A eterna luta entre engenheiros e projetistas das equipes de F-1 e os responsáveis pelo cumprimento das regras da categoria (no caso, a FIA) ganha novos contornos este ano com a adoção dos motores turbo e de uma quantidade máxima de combustível que poderá ser posta nos tanques para cobrir a distância de cada GP. O que sempre acontece é que um lado tenta interpretar da melhor forma possível cada ponto duvidoso no texto ou aposta em despistar os mecanismos de controle, enquanto o outro se arma como pode para deter a criatividade acima do permitido.

Pois a partir de 2015 uma das medidas já confirmadas é a proibição dos cobertores térmicos que pré-aquecem os pneus – uma traquitana inventada pela dupla Nelson Piquet/Gordon Murray, nos áureos tempos da Brabham. A ideia é reduzir custos e obrigar os pilotos a mostrar perícia também com a borracha gelada a cada pitstop. Pois a Pirelli, que é parte diretamente interessada, resolveu colaborar e desenvolveu um adesivo térmico que “entrega” a temperatura do composto – o dedo-duro foi testado pela primeira vez hoje, no Barein, e funcionou. Bastará que os comissários de pista ao longo dos boxes chequem a marcação do adesivinho cada vez que os mecânicos tomarem seu posto para mais uma troca. Isso se não encontrarem um jeito de driblar a sacada inteligente com outra mais ainda…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *