A união faz o kart…

Publicado em Sem categoria
Que o automobilismo brasileiro não vive lá seu melhor momento é desnecessário dizer – perdeu-se o GT, um nacional de Endurance e quem se gaba de ter interferido junto às prefeituras para garantir a reforma de Santa Cruz do Sul e Goiânia parece esquecer que Jacarepaguá é apenas uma lembrança – a bem da verdade, as iniciativas bem-sucedidas são fruto de esforços específicos de organizadores, ou patrocinadores, ou equipes, ou todos juntos.

Por manter o otimismo apesar de tudo, é que o blog traz um exemplo de como as coisas podem funcionar quando se soma forças, e que não é tão complicado assim, e os resultados aparecem, na pista e fora dela. Que o kart mineiro sempre foi um celeiro de campeões não serão Toninho e Cristiano da Matta, Bruno Junqueira, Clemente Jr., Flávio Tito, Hueber Cimini Jr., Alberto Valério, Rafa Matos, Guilherme Silva e Sérgio Sette Câmara a me desmentir, apenas para citar alguns exemplos. Mas o Estadual andava algo esquecido, embora haja pistas, pilotos, uma empresa que é referência na modalidade (a RBC, responsável inclusive pelo Kartódromo de Vespasiano) e mais de 100 karts nos boxes deste.

Faltava algo, e este algo era dar uma chacoalhada no esporte, envolver imprensa, público, trazer de volta quem estava parado e estimular quem já acreditava. Pois alguns pilotos e preparadores (especialmente Beto Dutra, o já citado Cimini, também conhecido por Juninho, e Guildner Carvalho) resolveram criar um grupo no Whatsapp. Mensagem vai, mensagem vem, mais e mais gente foi integrada (eu inclusive) e começou uma mobilização sem precedentes, de gente muito boa que sabe que a rivalidade deve existir apenas quando a viseira é abaixada. Naquela de um provoca o outro, que cutuca o outro, que convence outro a tirar a poeira do kart, o grupo ganhou força, definiu aspectos a serem discutidos com a organização que, por sua vez, estava completamente aberta a ouvir e mudar o que fosse necessário. E nomes de peso, como os de Rafa Matos, se juntaram ao bate-papo e ofereceram suporte, mesmo de longe. Pintou até cartaz estilizado, na melhor tradição das provas automobilísticas.

       Quick Comunicação/divulgação

Dessa “brincadeira” surgiu uma rodada dupla com grid que há muito tempo não se via, muitos entusiastas e apaixonados pelo esporte acompanhando, presença maciça da imprensa (Rede Globo inclusive) e observações sobre o que deu certo e o que pode (ou precisa) ser melhorado. Além de ideias que já começam a agitar a comunidade do kart, como a realização de uma prova de endurance de longa duração sonhada desde a década passada. E que dará a chance de Rafa, Clementinho, Cristiano, Guilherme, Juninho e tantos outros participarem, com karts carenados e estilizados. Mais que isso, a última rodada dupla do Mineiro’2014 terá ainda mais pilotos, mais cobertura e a competição tem tudo para retomar os tempos de grids gordos. Não é tão difícil assim. E continua chegando mensagem no grupo do Whatsapp, para o bem do kart…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *