A prova dos sonhos…

Publicado em Sem categoria

Em primeiro lugar, um pedido de desculpas pelos problemas técnicos – logo logo o blog volta ao formato normal, e nem isso é motivo para deixar de escrever. Especialmente quando não faltam assuntos. Um deles nem está tão distante daqui (entenda por aqui qualquer parte do território brasileiro). Falo de Córdoba, sem medo de errar a cidade mais apaixonada pelo rali no mundo de que se tem notícia. Falar em lugares como Las Cumbres, Ascochinga, Carlos Paz, Falda del Carmen é desvendar um mundo mágico de estradas de terra, pedras e cercado de guados, os pequenos rios que só tornam o espetáculo ainda mais belo.

Pois a cidade argentina, até domingo, será invadida por milhões de espectadores de todos os lados, unidos pelo mesmo amor à velocidade. Gente que não ligará para o frio, para o fato de dormir acampada em barracas modestas, no meio do nada, só para ver de perto esses carros fantásticos e seus pilotos e navegadores sensacionais. Que vão fazer o cheiro do asado invadir as sierras da região, como acontece há 32 anos. Uma multidão normalmente ordeira e acostumada, mas, que algumas vezes chega a ser tamanha que leva os organizadores a cancelar algumas especiais. Felizmente, coisa rara.

Nunca tive oportunidade de ver a prova de perto, e este é daqueles sonhos que, espero, se realize logo. Mas já vi fotos e ouvi relatos de quem lá esteve que só ajudam a dar uma noção do que é uma etapa do Mundial de Rali num país que respira a modalidade. Todos podem chegar perto, se aproximar dos profissionais, pedir autógrafos, tirar dúvidas e torcer para suas duplas prediletas. Só entre patrocinadores e apoiadores são 17. Se o Brasil sonha em voltar a ser parte da festa (o hoje presidente da FIA, Jean Todt, chegou a andar por estas bandas, como navegador, assim como a responsável pela modalidade na entidade, a francesa Michele Mouton, que venceu aqui em 1981, e ambos são favoráveis), ninguém cogita tirar a Argentina do circuito, e com toda razão. Fica a torcida para que Paulo Nobre, o Palmeirinha, e Edu Paula, gente finíssima, consigam finalmente completar uma etapa este ano com o Mini John Cooper Works WRC do time oficial, assim como Daniel Oliveira e seu Ford Fiesta WRC do Brazil Rally Team. E que o 32º Rally Argentina seja marcante e inesquecível como tradicionalmente é. E Córdoba que me espere, pois cedo ou tarde eu apareço…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *