Síndrome de Klinefelter causa infertilidade masculina

Publicado em Dicas, fertilização, Infertilidade masculina, Sem categoria

A infertilidade masculina pode estar associada a várias doenças, entre elas, a síndrome de Klinefelter. Esta doença está relacionada a uma alteração genética caracterizada pela presença de um cromossomo X extra no par sexual. Ou seja, em vez do par XY, os homens com a síndrome apresentam XXY e, em casos mais raros, XXXY.

Esta alteração genética leva a redução dos níveis de testosterona. Com isso, os homens portadores da síndrome podem apresentar problemas mais complexos no desenvolvimento físico, como a infertilidade (uma vez que a doença não permite a produção de espermatozoides), a falta de pelos e o crescimento anormal das mamas.

É importante ressaltar que a síndrome é genética, mas não hereditária. A falha genética pode acontecer durante a formação do óvulo ou do espermatozoide.

É fundamental que o diagnóstico seja realizado o mais rápido possível. E ele pode ser feito até mesmo na infância, com um pediatra ou um clínico geral. Quanto antes o tratamento for iniciado melhor.

Para os homens que têm espermatozoides e desejam a gravidez, a melhor alternativa é realizar a fertilização in vitro (FIV) associada ao diagnóstico genético pré-implantação (PGD), que irá permitir identificar os embriões com número de cromossomos normal e selecioná-los para transferência.

Gostou das informações desse post? Quer saber mais sobre assuntos relacionados à fertilidade, gravidez e medicina reprodutiva? Então entre em contato conosco: https://origen.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *