Cafeína pode provocar o aborto?

Publicado em Dicas, gravidez, Saúde da Mulher

Durante a gravidez, ou até mesmo no preparo para a concepção, é comum que as futuras mães busquem uma alimentação mais saudável. Contudo, nem sempre é fácil saber o que é verdade e o que é mito. Esse é o caso da cafeína. Embora muitas pessoas associem a cafeína somente ao café, é preciso lembrar que a substância está presente em refrigerantes de cola e guaraná, chás e mates, chocolates e até mesmo em medicamentos.

Um estudo publicado na revista americana American Journal of Obstetrics and Gynecology constatou que o consumo de cafeína, mesmo em níveis pequenos, antes e durante a gestação, está relacionado ao aumento do risco de aborto, principalmente quando combinado com hábitos pouco saudáveis, como tabagismo e alcoolismo.

Outro estudo, conduzido pela Divisão de Pesquisa da Kaiser Permanente, da Califórnia, concluiu que o consumo de cerca de 200 mg de cafeína por dia (cerca de duas xícaras de café) aumenta o risco de aborto espontâneo em até duas vezes.

Ou seja, a melhor opção é ter cautela no consumo de cafeína e, se possível, excluir esta substância da alimentação.

Gostou das informações desse post? Quer saber mais sobre assuntos relacionados à fertilidade, gravidez e medicina reprodutiva? Então entre em contato conosco: https://origen.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *