Skip to main content
 -
Sou jornalista e meu gosto por aventuras já me levou a lugares extremos! Com vontade e estratégia superei desafios artificiais e selvagens que se interpunham às histórias que buscava, acumulando experiência e técnicas. No Rotas do Explorador mostro expedições e dicas outdoor.

A Grande Fraude do Alasca e os Programas de Sobrevivência

Deu notícia em sites especializados, redes sociais e vlogs que o seriado Grande Família do Alasca, produção que passa no canal fechado Discovery Channel, seria uma fraude. Segundo essas informações, os Brown seriam do meio-oeste americano e não nativos do Alasca, como se infere no reality show. Para mim, essa notícia soou inicialmente como uma decepção, já que vinha acompanhando quando podia essa série. Mas, pensando um pouco mais analiticamente, dava para ver um grau exagerado de produção e fantasia, sobretudo na construção dos personagens. Um alerta para esse e outros tipos de “realitys” de sobrevivência que inclusive inspiram pessoas a se aventurar utilizando o que aprenderam e pode ser algo muito perigoso.

Tudo indica que os Brown não são realmente uma família isolada do Alasca

Tinha personagem muito caricato naquela produção. Um deles forte como um urso, um capitão dos mares, um gênio cientista maluco, um menino-lobo que corre como macaco, um rapaz desajustado, um pai sábio e rústico, a mãe preocupada e as irmãs doces que andam armadas. Não bastasse isso ser muito roteirizado para ser verdade, segundo as informações que têm sido veiculadas, pelo menos três membros da família respondem por processos criminais. Entre eles fraude para conseguir auxílio estadual e caça ilegal, já que não teriam a licença estadual necessária para atuar no Alasca e o fizeram mediante a falsificação de documentos, ainda de acordo com essas informações.

Não ouvi nenhuma defesa dos integrantes da família Brown ainda e se ocorrer vou postar aqui. Mas há várias condutas estranhas para uma família de caçadores dos confins do Alasca. Isso pode se explicar pelo fato de eles não serem nativos do estado e sim texanos, que só chegaram ao estado em 2012 (a série começou em 2014)! E poucas vezes os vemos conseguindo caça e outras formas típicas de sobrevivência naquele ambiente hostil. Vi até uma vez o camarada construindo uma estufa com plástico de rolo, algo bem grotesco a primeira vista, mas que relevei por imaginar ser uma forma criativa de fazer a coisa – um pouco deslocada para aquele tipo de pioneiro, é verdade, mas preferi dar o crédito em vez de desconfiar.

Resta, ao entender essas dúvidas lançadas sobre a originalidade daquela produção, termos sempre o nosso senso crítico em alerta para não sermos enganados por outras séries que se dizem de sobrevivência e de aventura, mas que em nome do entretenimento mostram técnicas mentirosas e situações montadas e simuladas que cumprem um roteiro, mas não devem ser encaradas como conhecimentos a serem agregados para suas próprias aventuras. Isso, aliás, algo extremamente perigoso e preocupante.

No meu canal do YouTube, o Missão Carcará (clique aqui e se inscreva para acompanhar vídeos novos toda semana!), cheguei a falar de outras farsas que ocorrem nos programas de sobrevivência, inclusive o tema foi alvo do humorista youtuber Whinddersson Nunes. Confira no vídeo:

26 comentários em “A Grande Fraude do Alasca e os Programas de Sobrevivência

  1. Da séries de sobrevivência a única q realmente acho boa e assisto é Alone do History. Considero de mta qualidade, principalmente as técnicas dos participantes.

  2. Assisto a quase todos os seriados, mas a primeira coisa que falam em quase todas é que se tratam de ações controladas e que ninguém deve repetir as ações sem conhecimento técnico.
    Quanto a Grande Família do Alasca, quem acompanha a série desde o início, fica claro que eles não são nativos do Alasca, mas são uma família que resolveu buscar um estilo de vida diferente, mostraram inclusive o processo que responderam.

  3. gosto de aventura mas acho muito artificial a grande família do alaska indo e gosto de aventura invenções ali muita coisa é artificial,bem ou contrário de Alaska a última fronteira os personagens e bem Real e mostra bem ávida de uma família do mato as pesca caça o jeito de lidar na Fazenda muito bom.

  4. Fala galera!
    Missão Carcará, muito bom, inscreva-se!

    Eu já assisti episódio, logo na primeira temporada, onde explicam que o casal cansado de tudo, saíram do Texas e se mudaram para o Alaska e outro episódio que a mãe da matriarca, pede a polícia da cidade investigar se está tudo bem com a família.
    Nesses dois episódios deixa claro que eles não são só Alaska.
    Como comentado acima, Aline do Histórico é o melhor é mais Giuliano Toniolo poderia participar!!

  5. Eu assisto algumas séries , sei que tem pessoas como médicos , outros de apoio, as vezes tem que interferir conforme o caso, situação, daqueles militares que as vezes acompanhe alguém explicando como sobreviver gosto bastante daqueles que procuram cobras, aligátores, acho legal, falando da família achei estranho algumas situações mais vi como um seriado então acho muito legal., pois aprendi a gostar do Estados Unidos , coisa que não queria nem saber de ouvir, digo com sinceridade, admiro seu povo por suas atitudes em relação a seu país sei que não ´perfeito mais atualmente ele , o Canada são maravilhosos.

    1. Sua avaliação é bem apurada, diria que 99% dos programas são totalmente armados! excluo disso, até ter evidências contrárias, o Alone (Sozinhos). Um abraço!

  6. Adoro A Grande Família do Alasca. Já pensava me aventurar de carro até o Fim do Mundo e de lá, até o Alasca. . Já mudei. Já penso em fazer contato e ir só até as montanhas do noroeste do Estado de Washington, novo endereço da Família.

    1. Que legal, uma excelente aventura! Se fizer mesmo, com ou sem contato com os Brown, manda fotos e um relato para a gente publicar aqui! Um abraço!

  7. Grande farsa do Alasca!para os trouxas de plantão!!!!As meninas sempre arrumadinha s,limpinhas,onde vão trocar o modess?haja menstruação, os rapazes com corpo esculpido em academia,com suplementos,não há banheiros,água,nada ,um ambiente inóspito,construindo casas,são engenheiros???essa não cola!Eu vi alguns capítulos e já percebi!no mínimo o programa é gravado de dia e de noite e depois vão todos para um hotel ali perto !

  8. Eu amo a grande família do Alasca, mesmo que seja mentira é um grande programa de entretenimento,haja vista que não termos programação tão interessante.

  9. Assisti uns 4 capítulos da série e achei uma grande palhaçada. Gostaria que vc analisasse outra série que eu adoro. Alasca a última fronteira, que fala da família Kiltcher. E isolados no Alasca, onde 4 ou 5 famílias tem permissão de morar lá. Obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *