Temperatura inadequada na Rússia

Publicado em Sem categoria
Talvez em função de enfrentar invernos muito rigorosos, os russos têm problemas com controlar temperaturas. Há locais com ar condicionado congelando quando está um pouquinho mais quente do lado de fora ou “um forno” quando o frio chega. A garganta, claro, reclama dos contrates – tem um companheiro jornalista aqui que diz já ter gripado quatro vezes em menos de um mês.
Tomar água, refrigerante e cerveja gelados também têm sido um tormento para os brasileiros. Nos bares e restaurantes, gelado para eles é quase temperatura ambiente. E muitos fazem uma cara de estranheza quando é solicitado um copo com bastante gelo.
Mesmo em supermercados ou lojas de conveniência, a situação muda pouco. Os freezers estão lá, mas funcionando na temperatura mínima, praticamente desligados. Ou seja, há pouca diferença entre pegar garrafa ou lata na geladeira ou na prateleira, vão estar igualmente quentes para nossos padrões.
Assim, quando os brasileiros descobrem um lugar com cerveja gelada, por exemplo, a notícia corre rápido. O problema é que o estoque se esgota rapidamente e a reposição demora ou simplesmente não existe.
Na Rua Nikolskaya, destinada a pedestres, no centro de Moscou, funciona uma espécie de praça de alimentação, mas sem o shopping em volta. Lá, quando há estabelecimento vendendo bebida gelada, vira ponto de encontro de brasileiros.
Curioso é que os russos garantem gostar de cerveja gelada. Talvez estejamos errados ao exigir a bebida em uma temperatura que nós mesmos classificamos de “estupidamente gelada”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *