Prevenção é a palavra-chave contra o câncer de mama

Publicado em Autoestima, Bem-estar, cancer, câncer, mama, oncologia, radiologia, radioterapia, radioterapia, saúde

Miguel Torres, presidente do Instituto de Radioterapia São Francisco

Prevenção é a palavra-chave contra o câncer de mama, tipo que mais mata mulheres no Brasil. E durante o Outubro Rosa, mês dedicado aos cuidados preventivos, os especialistas alertam: o diagnóstico tardio do câncer de mama pode levar a tratamentos mais longos e, com isso, aumentar as chances de intercorrências e efeitos colaterais.

Dados recentes do Instituto Nacional de Câncer (INCA) estimam que, em 2020, foram 66.280 mil novos casos e 18.068 mortes de mulheres pela doença. A taxa de mortalidade é considerada alta, justamente, por causa do diagnóstico tardio.

Exames regulares

Dentro da prevenção como palavra-chave contra o câncer de mama, as mulheres devem fazer exames regulares, como mamografia e ultrassom mamário, além do autoexame. É também importante observar o aspecto do seio e marcas na pele.

Do mesmo modo, esses exames ajudam a detectar irregularidades na mama, como um possível tumor. E o sucesso do tratamento tem ligação direta com a descoberta na fase inicial. Lembrando que o ultrassom pode ser feito em mulheres mais jovens, enquanto a mamografia tem indicação a partir dos 40 anos.

Além dos exames, as mulheres podem prevenir a doença adotando um estilo de vida saudável. As pessoas precisam se cuidar, alimentando-se bem e fazendo atividade física regularmente. Isso inclui ainda fugir do cigarro e do sedentarismo, fatores de risco para todo tipo de câncer, incluindo o de mama. 

Após o diagnóstico

No caso de descoberta de um tumor maligno, após a confirmação da biópsia, o tratamento será diferenciado para cada caso, podendo incluir sessões de quimioterapia e radioterapia.

Os tratamentos são divididos em dois tipos de terapias: local e sistêmica. A primeira inclui a cirurgia e a radioterapia. Já a sistêmica trabalha com medicações orais ou pela corrente sanguínea, como é o caso da quimioterapia, capaz de atingir as células cancerosas em qualquer parte do corpo.

É importante lembrar que radioterapia é amplamente empregada no tratamento dos tumores de mama. E pode ser utilizada de forma intra-operatória – durante o procedimento cirúrgico, ou após as cirurgias mamárias, quando ela deve proteger a mama do ressurgimento do tumor.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *