Quem é o concierge? E por que ele é importante na saúde?

Publicado em saúde

Profissional presta suporte aos pacientes tem demonstrado a importância do bom acolhimento, principalmente em clínicas oncológicas

“Saí da primeira consulta com uma bateria de pedidos e uma lista de especialistas para agendar, como nutricionista e fisioterapeuta, entre vários outros exames. Fiquei perdido com tantos papéis, mas tive uma grande ajuda da concierge para cortar caminho e agilizar esse processo”. O relato é do Sr. José Roberto Teixeira, 68 anos, paciente oncológico do Grupo OncoProcto do Hospital Felício Rocho, em Belo Horizonte. Ele relata uma situação comum para pacientes que vão iniciar tratamento de câncer: ir à consulta médica e, ao sair, ter em mãos uma pilha de papéis com encaminhamentos para outros profissionais e mais uma bateria de exames para fazer.

No caso de Teixeira, todo o caminho foi facilitado pela concierge responsável pelos pacientes do Grupo OncoProcto. “Ela conseguiu agendar, por exemplo, duas consultas para o mesmo dia a fim de evitar que eu saísse muito de casa”, exemplifica Teixeira. O concierge é o profissional que assume o papel de “resolver a vida do paciente”. No tratamento do câncer, por exemplo, principalmente para pessoas idosas, a presença desse profissional vem ganhando cada vez mais importância.

Suporte ao paciente

O concierge especializado em saúde busca médicos, clínicas e laboratórios, de acordo com a necessidade do paciente, auxiliando-o enquanto estiver na clínica, solucionando também trâmites burocráticos. “Acolhemos os pacientes e familiares, dando suporte humanizado em todas as etapas do tratamento”, explica a concierge Natália Nascimento, do Grupo OncoProcto.

Para Ricardo Cembranelli, oncologista do mesmo grupo, a presença do concierge é um alívio para as famílias. “Temos um grande número de pacientes idosos. Nem sempre eles  contam com a ajuda de um familiar para a realização desses trâmites”, diz. “O concierge permite um alívio e também mais organização, tanto para o paciente quanto para quem o acompanha”, avalia.

“Na OncoProcto, o paciente diagnosticado com câncer de cólon, reto, ânus ou peritônio, procura a equipe de proctologistas e, após avaliação, orientamos a realizar acompanhamento com a equipe multidisciplinar, que inclui psicólogo, fisioterapeuta, nutricionista ou nutrólogo, cardiologista e estomoterapeuta”, detalha Cembranelli. “Por isso, são tantos papéis e orientações”, explica.

Agilidade

Natália conta que presta atendimento exclusivo ao paciente, interferindo em todos os agendamentos (exames de imagem, sangue, pré-anestésico e risco cirúrgico) para que a cirurgia ocorra no menor prazo possível. “Os impactos são totalmente positivos, os pacientes possuem acesso direto ao concierge em todas as etapas, sendo viabilizado para cirurgia em menor tempo possível”, diz Natália.

“Quando o paciente vai passar por cirurgia no tratamento de câncer, é fundamental garantir agilidade para viabilizar o procedimento”, explica Cembranelli. “Então, o trabalho do concierge também está ligado a essa agilidade, de marcar as consultas em menor prazo, atendendo também à necessidade do paciente”, sintetiza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *