Entenda o que é Ceratocone e quais são os fatores de risco

Publicado em oftalmologia

Doença degenerativa provoca a deformação da córnea

O ceratocone é uma doença ocular que deve ser investigada quando há histórico familiar além de piora da visão, principalmente associada ao desenvolvimento de miopia e astigmatismo. O tema ganhou destaque após um participante de um reality show se dizer portador da doença. Então, entenda um pouco mais sobre ela:

“O ceratocone é um problema ocular caracterizada pelo afinamento progressivo e aumento da curvatura da córnea tornando-a irregular. Suas causas não são totalmente compreendidas, mas os fatores de risco incluem coceira ocular, alergias e hereditariedade. Pacientes com Síndrome de Down são, também, mais susceptíveis a terem essa doença”, explica o médico e professor de Oftalmologia Bruno Lovaglio Cançado Trindade.

Geralmente, os sintomas aparecem durante o final da infância ou puberdade e incluem visão embaçada e sensibilidade à luz e claridade. A doença, de modo geral, afeta ambos os olhos, mas, normalmente de forma desigual e pode levar a uma visão diferente entre eles. “No estágio inicial, os sintomas do ceratocone podem incluir: um aumento rápido da miopia e do astigmatismo; perda da nitidez da visão e imagem fantasma, sobretudo em ambientes com luz artificial ou durante a noite”, alerta. Ele ressalta que é importante que o oftalmologista examine a córnea e meça sua curvatura. “Isso ajuda a mostrar se há uma mudança em sua forma. Quando não tratada, a doença tende a progredir até por volta dos 35-40 anos, quando, em geral, se estabiliza naturalmente”, conta.

Nos estágios mais avançados, os sintomas podem se agravar. “A progressão do ceratocone é lenta, mas, para algumas pessoas, o problema pode piorar rapidamente. Por isso, é fundamental que os pacientes sejam instruídos a não coçarem os olhos”, explica.

Quando confirmado o diagnóstico, o tratamento do ceratocone depende do seu estágio. “Quando a irregularidade for leve, a visão pode ser corrigida com óculos. Em graus mais avançados, podem ser necessárias lentes de contato especiais para ajudar a melhorar a visão. Entretanto, deve-se sempre monitorar a progressão da doença e, nos casos que há uma evolução do quadro, é importante recorrer a um tratamento chamado crosslinking. Nele, irradiamos a córnea com luz ultravioleta associada a um colírio de vitamina B2. Assim, a tornamos mais rígida e impedimos a progressão do ceratocone”, esclarece o médico.

Por fim, Bruno Trindade lembra que há outros tipos de tratamento como o implante de anel intra-estromal e, mais recentemente, do filtro estenopeico, dispositivo colocado cirurgicamente dentro do olho, que é capaz de melhorar a visão em pacientes que não se adaptam a lentes de contato. E, em último caso, o transplante de córnea, que substitui toda ou parte da córnea doente por um tecido doado saudável.

2 comentários para “Entenda o que é Ceratocone e quais são os fatores de risco

  1. Tenho ceratocone faz tempo, só não tenho dinheiro para tratar pois o sus não cobre, meu sonho é poder encherga melhor pois amo ler e n consigo pois forço minha visão e dou muito, não consigo ver o rostinho de meus filhos, trabalho em um hospital com limpeza vê sempre chamam minha atenção por causa que não enchergo um simples cabelo no chão, fico muito triste, vejo os rostos das pessoas tudo desconfigurado, as cores eu vejo bem, já coloquei lentes de contato mas não me adaptei, me ajude a enchergar por favor

    1. Olá, Ariane! Tudo bem? Imaginamos como deve ser difícil pra você.
      Infelizmente, Bruno Trindade não faz mais parte do nosso corpo de especialistas. Por favor, entre em contato com a clínica pelo: 31-2534-5454
      Boa sorte! Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *