Benefícios da homeostase hormonal

Publicado em endocrinologia

O que você sabe sobre homeostase hormonal? É muito comum que, ao falarmos sobre a terapia que visa equilibrar os níveis hormonais de homens e mulheres, logo se pense em pessoas mais velhas, geralmente mulheres em fase próximas à menopausa. O que talvez você não saiba é que a homeostase hormonal já conquistou adeptos famosos, como os atores Bruno Gagliasso, Giovana Ewbank, Fernanda Paes Leme, entre outros. O que significa que a técnica pode ser apropriada para diversos tipos de pessoas, em diferentes etapas da vida.

De acordo com Sarina Occhipinti, do Instituto Sari, grande parte da população atinge o ápice da produção hormonal próximo aos 20 anos, e aos 35, já começa a ocorrer um declínio hormonal, que vai se acentuando conforme a idade, sendo o estresse um fator importante  nesse desequilíbrio. “Por isso, conversar com seu médico sobre um tratamento que equilibre os níveis hormonais com hormônios bioidênticos pode ser uma opção para homens e mulheres, já que esse hormônio possui uma estrutura química idêntica aos hormônios que produzimos naturalmente em nosso organismo”, destaca a médica.

Como funciona?

“Após a realização de exames médicos detalhados, analisamos os hormônios do paciente. Caso seja necessário, é possível fazer a indicação de hormônios bioidênticos, que contém aminoácidos, vitaminas e antioxidantes, de forma suficiente e equilibrada”, afirma a médica.

Benefícios

A homeostase hormonal visa otimizar os  índices hormonais, e fazer com que o corpo atinja o seu máximo de performance, diminuindo a oxidação das células e promovendo um envelhecimento saudável. Contudo, é importante destacar que a indicação de qualquer tipo de tratamento só ocorre se necessário. Hoje, um dos fatores que mais agrada homens e mulheres adeptos à terapia de homeostase hormonal é o fato de favorecer no processo de emagrecimento e ganho de massa muscular. “Mas, não adianta achar que essa mudança acontece da noite para o dia e que não exige o mínimo de esforço do paciente”, afirma. É preciso prática regular de atividades físicas e uma alimentação saudável para contribuir com o processo. “Mais importante que um corpo em forma, a homeostase ajuda na  prevenção de doenças relacionadas ao envelhecimento, como o Parkinson, Alzheimer e diabetes, predisposição para realizar atividades rotineiras, melhora do funcionamento do intestino, do sono, clareza mental, até mesmo da libido”, ressalta a médica.

Atenção às diferenças

Sarina Occhipinti destaca que é importante ficar atento às diferenças entre reposição e homeostase hormonal. “Isso porque, no processo de reposição hormonal, os hormônios normalmente indicados são sintéticos, possuindo uma estrutura molecular diferente dos hormônios produzidos em nosso corpo. Já a homeostase hormonal é feita com hormônios bioidênticos, ou seja, substâncias que têm a estrutura molecular exatamente igual às que produzimos e são indicadas para os pacientes, a fim de obter os melhores resultados”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *