Tratamento contra infecções, feridas e diversas doenças avança no país

Publicado em Bem-estar

Um tratamento simples, mas que pode ser usado contra infecções, inflamações e diversos problemas de saúde, incluindo feridas como pé diabético, está cada vez mais perto ser amplamente aplicado no Brasil. A prescrição de ozonioterapia foi autorizada em uma comissão no Senado e agora segue para a Câmara.

Usada há décadas em países como Alemanha, a ozonioterapia utiliza a mistura ozônio-oxigênio nos tratamentos, explica a médica Sarina Occhipinti, especialista em clínica médica e em nutrição funcional, do Instituto Sari. “O ozônio é um gás com três moléculas de oxigênio. Assim, a ozonioterapia ajuda o organismo a oxigenar mais rápido. As nossas chamadas células vermelhas levam oxigênio para todas as células, ajudando a regeneração do organismo”, detalha.

A aplicação pode ser intradérmica, intra-articular, venosa, retal, auricular, entre outras formas. A dosagem e a forma de aplicação são feitas conforme recomendação médica. “Vale ressaltar que doses em excesso podem ser perigosas aos pacientes. Por isso, é fundamental que o profissional seja capacitado”, alerta a médica.

Segundo Sarina, a ozonioterapia é indicada para problemas circulatórios, inflamações, vírus – hepatites e herpes, por exemplo –, doenças crônicas, feridas do pé diabético, entre outras, além de ser complementar ao tratamento de câncer. “Existem até estudos sobre tratamento de autismo com ozonioterapia, e o Conselho Federal de Odontologia já liberou ozônio para problemas odontológicos”, acrescenta Sarina.

Legislação

No início de novembro, a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou no Senado o projeto de lei 227/2017, de autoria do senador Valdir Raupp, que permite a prescrição da ozonioterapia como tratamento complementar em todo o território nacional. Agora, a medida será encaminhada para a Câmara dos Deputados.

Para Sarina, a aprovação na comissão é um grande avanço. “A prescrição da ozonioterapia traz, comprovadamente, benefícios aos pacientes. A aplicação é ampla, para diversas questões de saúde e faz com que essas pessoas voltem a ter qualidade de vida”, destaca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *