Novidades para tratar calvície, queda de cabelo e falhas em sobrancelhas e barbas serão debatidas em congresso

Publicado em Dermatologia

Calvície, queda de cabelos, falhas nas sobrancelhas e na barba estão ganhando cada vez mais soluções da medicina. Atualmente, a dermatologia dispõe de procedimentos que contam com auxílio de robôs em cirurgia, além de equipamentos para um diagnóstico preciso, afirma o dermatologista mineiro José Rogério Régis Júnior, referência em tratamentos capilares e que vai debater novidades no 30º Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica, entre os dias 27 a 30 de abril, no Expominas, em Belo Horizonte.

Um dos destaques da área, segundo ele, é o exame de dermatoscopia digital, que foi revolucionário ao apresentar imagens que compõem um mapeamento minucioso da pele do paciente. “É uma ferramenta muito importante não só para o diagnóstico, mas para o acompanhamento das doenças capilares”, afirma Régis, destacando o Brasil na vanguarda desse exame.

Para tratamentos de queda capilar e calvície, os avanços estão nos lasers de baixa energia, lasers fracionados e a radiofrequência, com resultados ainda melhores do que os tratamentos convencionais.

Já os transplantes de sobrancelhas e barba estão ganhando destaque no debate. “Hoje, vemos muito as técnicas de micropigmentação de sobrancelhas, que podem, sim, dar um resultado satisfatório, mas, quando o grau de perda na sobrancelha é muito grande, o transplante capilar é uma opção mais interessante”, explica.

Segundo Régis, a técnica é uma variação do transplante capilar. “A gente utiliza cabelos do próprio paciente, do couro cabeludo, retirados e implantados um a um para restaurar a sobrancelha. É um resultado definitivo”, afirma.

E, para os homens que querem entrar na moda dos “barbudos”, o procedimento retira cabelos da própria barba, geralmente da região de baixo do pescoço, com a técnica FUE. “Ela não deixa cicatriz e restaura pequenos pontos. Por exemplo, é possível completar um cavanhaque, um bigode. Se for de interesse do paciente refazer uma barba inteira, podemos recorrer aos pelos do corpo, do couro cabeludo ou de outras áreas”, conta.

Unha encravada

Um dos problemas mais dolorosos, a unha encravada também será um tema debatido no Congresso. “Já existem pelo menos umas 4 ou 5 técnicas cirúrgicas diferentes, dependendo do grau de severidade. E nós vamos discutir em vídeo, com especialistas renomados, tanto no Brasil quanto no exterior, sobre as diferentes abordagens cirúrgicas das unhas. Discutiremos sobre novos tratamentos, suplementações para fortalecimento e casos de câncer acometendo também a região ungueal”, afirma.

Com 18 anos de dedicação à área, Régis afirma que a dermatologia tem evoluído muito nas últimas décadas. “As técnicas cirúrgicas evoluíram de sobremaneira nos últimos 20 anos, com resultados hoje muito naturais, incorporação de técnicas sem cicatriz linear, cirurgia robótica, transplante de sobrancelha, coisas que eram impensáveis há 10 anos”, completa.

 

Serviço:

  • O quê: 30º Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica
  • Onde: Expominas, Belo Horizonte (MG)
  • Quando: de 27 a 30 de abril
  • Inscrições: até 31 de março pelo site (após a data, no Expominas)
  • Informações: http://cbcd2018bh.com.br/

3 comentários para “Novidades para tratar calvície, queda de cabelo e falhas em sobrancelhas e barbas serão debatidas em congresso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *