Até quando posso engravidar?

Publicado em ginecologia, reprodução assistida

Você já deve ter ouvido por aí que o ciclo reprodutivo feminino chega ao fim em determinada idade. Popularmente, o que se acha é que a mulher pode engravidar até a menopausa, depois disso, fica inviável. “Porém, na verdade, em torno dos 30 anos de idade, a capacidade reprodutiva começa a cair e a partir dos 35, essa queda vai se tornando ainda mais rápida e acentuada, alcançando índices muito baixos de fertilidade após os 42 anos. Ou seja, mesmo alguns anos antes da chegada da menopausa, as chances diminuem bastante”, explica Claudia Navarro, ginecologista e especialista em reprodução assistida.

Ela afirma que a idade mais indicada para que a mulher consiga engravidar tranquilamente é até cerca de 35 anos. Já após os 30, as chances diminuem porque a reserva de óvulos se reduz, devido ao processo de envelhecimento do sistema reprodutivo. A mulher já nasce com determinada quantidade de óvulos e não produz além deles.  Adiar a gestação pode se tornar um problema.

Pela definição, a ausência de gravidez após um ano de relações sexuais regulares sem usar nenhum tipo de método contraceptivo, já constitui diagnóstico de infertilidade daquele casal. “É preciso procurar o médico para que se inicie a pesquisa das possíveis causas de infertilidade. Nos casais em que a mulher está com 35 anos ou mais, após seis meses de tentativa sem sucesso, já se deve pesquisar se há algum problema”, alerta Navarro. Ela ressalta que em 40% dos casos o problema é da mulher, em outros 40%, do homem e, em 20%, ambos têm alguma disfunção.

Congelamento de óvulos

O congelamento de óvulos é uma alternativa para quem deseja ser mãe mais tarde. “Hoje já dispomos de avanços científicos que permitem o congelamento dos óvulos para que sejam utilizados posteriormente, quando for o momento adequado para aquela mulher”, explica a médica. Se o desejo é de se tornar mãe no futuro, ou mesmo para aquelas que ainda não encontraram o parceiro ideal, os óvulos podem ser armazenados pela técnica de congelamento de gametas. Karina Bacchi, Suzana Pires e Jenifer Aniston são algumas das famosas que já aderiram a esse método.

Gravidez após os 40

Apesar das chances serem menores, é possível uma gravidez mesmo após os 40 anos.  Cada caso deve ser individualizado e naqueles em que nem mesmo os tratamentos tornam possível uma gravidez com uso de óvulos próprios, a paciente ainda pode recorrer à doação de óvulos. Contudo, isso implica em riscos “quanto mais tarde a mulher optar por engravidar, maiores as chances de gestações de risco ou alterações genéticas na criança, como a Síndrome de Down” (quando utiliza seus próprios óvulos), explica Claudia. Segundo estudo publicado na revista Fertility and Sterility, mulheres abaixo de 35 anos que se submetem a fertilização in vitro têm quase 50% de chance de conceber um bebê com seus próprios óvulos, sendo que após 42 anos essa chance cai para menos de 3%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *