Skip to main content
 -
Faço você alcançar sucesso e felicidade profissional por meio de programas de coaching, cursos, palestras e treinamentos online. >>> Clique aqui e baixe agora o livro digital 7 Passos para Construir uma Carreira de Sucesso" <<<

Mito #2 – Ganhar bem demora – Série Mitos de Carreira

E você? Já acreditou nessa mentira? De que demooooora um tempo até a gente poder ganhar um bom dinheirinho?

Conhece alguém que ainda não tem sucesso  porque acha que ser bem remunerado só acontece depois de longos e demorados anos?

Geralmente é isso que nossos pais nos ensinam. Tire boas notas, faça uma boa faculdade, tenha um bom emprego e aí você terá a liberdade financeira que tanto sonha.

Foi isso que eles aprenderam dos seus avós, que ouviram dos bisávos…. Isso pode ter sido verdade lá em mil oitocentos e lá vai história, mas hoje em dia, em pleno século XXI com certeza não é assim.

 

Casos de Sucesso antes dos 30/40 anos

Bel Pesce, Mark Zuckenberg, Steve Jobs e vários outros ficaram multi-milionários antes dos 30.

Para quem prefere a carreira corporativa, temos Luis Rezende (Volvo Cars), Eduardo Thuler (Catho), Rodrigo Daud (US Zinc) e vários outros que se tornaram CEO antes dos 40 anos.

A minha própria história, tendo atingindo um cargo executivo em nível de vice-presidência com 25 anos, prova que não precisamos esperar para poder ganhar bem.

Na verdade, ser bem remunerado não tem nada a ver com o tempo cronológico, do tipo: para eu ter um salário de 4 dígitos, demora 1 ano; para de 5 dígitos, 5 anos e assim sucessivamente.

Para ser bem remunerado, você precisa apenas conhecer alguns passos:

 

Passo 1: Autoconhecimento

Você já parou para pensar no que deseja ser quando crescer?

Ok, ok, você já cresceu em estatura e já é bem grandinho. Então vou reformular a pergunta: você já pensou no que quer fazer com a sua carreira AGORA?

Isso mesmo! Do tipo: se dinheiro não importasse, se você não tivesse tantos compromissos, o que você faria? Continuaria no emprego que está, continuaria atuando com a mesma coisa?

A maioria das pessoas que conseguiram sucesso em poucos anos tem esta característica em comum: se conhecem muito bem. Sabem seus limites, seus diferenciais e, principalmente, sabem onde querem chegar.

Então eles buscam se aprimorar para ter o que é necessário para alcançar seus objetivos profissionais.

É como uma viagem de carro. Enquanto muitos ficam perdidos sem saber para onde vão viajar ou ficam no meio do caminho por falta da gasolina ou uma pane no motor, os profissionais de sucesso sabem muito bem onde querem chegar e como é o seu “carro” – se tem combustível, se precisa trocar peças, etc.

Com a vida profissional funciona assim também. Eles sabem onde querem chegar e o que precisam fazer para alcançar seus objetivos, seja investir nos seus diferenciais ou reduzir suas limitações.

 

Passo 2: Ter um objetivo grande

Dizem que sonhar pequeno ou grande dá o mesmo trabalho. É por isso que eu sempre sonho alto, grande, sonho com coisas que me fazem levantar da cama e falar: “uau! É hoje!!!”.

Quando falta brilho no olho, quando o desafio é pequeno, a gente não usa o elástico da nossa capacidade de realização. Mas isso vou falar no passo 3.

Antes quero dizer que remuneração está diretamente ligada ao resultado. Quanto maior for a nossa capacidade de gerar resultado, maior será o nosso salário ou valor do nosso produto ou serviço.

Então, é hora de pensar no que, verdadeiramente grande, você pode proporcionar para sua vida, para sua empresa ou onde está trabalhando no momento. Qual produto/serviço você entrega ao seu superior/cliente?

O que você precisa fazer para ampliar o valor da sua entrega? Como melhorar seu produto ou serviço? Como fazer seu trabalho com mais qualidade e/ou mais rápido?

Lembre-se da minha pergunta: se dinheiro já existisse em abundância na sua vida. Com o que estaria trabalhando?

 

Passo 3: Faça além

Aqui está possivelmente uma das principais diferenças entre aqueles que são bem-remunerados e os que não são. E isso não tem nada a ver com fazer bem o seu trabalho. Afinal, isso é obrigação do profissional competente.

Tem a ver com fazer além. Para ilustrar, posso contar algo da minha própria jornada.

Lembro que em três anos, sai de uma posição de assistente para um cargo diretivo de uma grande empresa, administrando um orçamento milionário e coordenando mais de 100 colaboradores. E, de verdade, isso não aconteceu por acaso, muito menos foi algo natural devido a minhas qualificações.

Aconteceu porque eu me dediquei para entregar sempre mais. Muito mais do que minhas atribuições, minhas responsabilidades. Na verdade, essa é uma máxima (entregar sempre o meu melhor) que carrego comigo, fazendo com que meus clientes e alunos tenham um resultado além de expectativas.

 

Passo 4: Seja visto e lembrado

Conheço profissionais competentes que entregam mais do que o pedido, mas nunca são lembrados no momento de promoções e, pior, alguns são demitidos.

Isso acontece porque esses profissionais não se preocupam de estar na mente dos decisores por contratação ou promoções. E, o pior, é que isso tem como consequência a estagnação – às vezes por toda uma vida – ou até mesmo a demissão (sim! Como ninguém sabe o quanto o profissional tem se dedicado, seu nome é sempre cogitado quando há cortes na empresa!)

Lembre-se sempre: quem não é visto não é lembrado, muito menos respeitado, contratado, promovido, etc.

Então, a minha dica final é: para crescer rapidamente na carreira, seja na empresa que está ou nas próximas e, por que não dizer, na sua própria empresa ou atividade autônoma, é FUNDAMENTAL você criar relacionamentos profissionais de sucesso, estando na mente das pessoas, sempre colaborando da melhor forma possível e gerando resultados de alto valor para todos os envolvidos.

 

Mão na Massa

Agora é sua vez. Está com a faca e o queijo na mão, como dizem por aqui em Minas. Coloque as quatro etapas acima em prática e desminta de uma vez por todas a mentira de que ganhar bem demora.

Passo 1: Autoconhecimento – Se dedique um bom tempo para conhecer seus pontos fortes e fracos (veja no Google sobre “Análise SWOT”) e definir como pode fazer para ampliar seus diferenciais ou reduzir suas limitações.

Passo 2: Tenha um objetivo grande – Defina como quer que sua carreira profissional esteja daqui a três ou cinco anos. Trace um objetivo SMART (específico, mensurável, atingível, realizável e com prazo definido) para ter clareza sobre sua meta.

Passo 3: Faça além: No seu cotidiano profissional busque entregar mais do que é solicitado pelos seus superiores ou clientes. Lembre-se do que escrevei no mito #2, nós somos remunerados pelo valor das nossas entregas.

Passo 4: Seja visto e lembrado – Fortaleça seus relacionamentos profissionais, fale mais sobre suas atividades e resultados. Aproxime-se de colegas, parceiros, fornecedores e clientes. Faça parte de associações profissionais, comissões de trabalho ou outros grupos internos da sua empresa.

 

Gostou do Mito #2?

 

Se ainda não desvendou o Mito #1, clique aqui agora!

 

No próximo post vou revelar o terceiro mito… Será que ter sucesso e riqueza é mesmo para poucos?

 

 

Por aqui teremos artigos diariamente.  Agora, te peço uma ajuda para te ajudar, responde aqui essa >>> PESQUISA<<< para eu saber um pouco sobre o que deseja que eu traga de conteúdo para você brilhar.

TMJT

Se quiser acompanhar um pouco da minha rotina e hábitos para ter uma vida produtiva e feliz, >>> me acompanha no Instagram <<<

Para acompanhar o que eu publico sobre carreira, >>> me acompanha no Linkedin <<<

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *