Maneiras de entender o processo do luto

Maneiras de entender o processo do luto

Maneiras de entender o processo de luto
Maneiras de entender o processo de luto

Quando recebemos uma notícia ruim seja por ligação ou mensagem, temos que ter força e Maneiras de entender o processo de luto.

. Há algumas semanas recebi a notícia do falecimento de uma tia muito querida por mim e todos meus familiares. Minhas pernas ficaram trêmulas, o coração palpitou e as lágrimas escorreram pelo meu rosto.   

Tudo parecia um pesadelo, um sonho, mas era real eu havia perdido uma pessoa muito especial, e a ficha não caia. Era uma pessoa muito próxima de mim, alguém que estava do meu lado nos meus piores momentos como a depressão e nos melhores como a minha formatura. Isso me dói muito me lembro dela em todos os cantos da sua casa e na casa da minha avó. Uma pessoa muito querida que já não estava mais no meio de nós. 

Mas sei de uma coisa ela estava sofrendo muito,foi bom ela ter ido. Meu psicólogo Frederico disse que existem fases no luto, a fase da raiva, da tristeza e a fase de entender a situação. 

O luto é um processo que temos diante de alguma perda que seja impactante na nossa vida aparecendo assim emoções, sentimentos e pensamentos. 

Cada um de nós pode passar por um sofrimento e reagir de uma determinada maneira diante de uma perda de um ente querido. Se você está vivenciando o luto, ou perdeu algum ente querido principalmente nesses tempos que estamos vivenciando de pandemia é preciso entender os cincos estágios do luto. Esses estágios não têm uma determinada sequência e um tempo que cada estágio acontece. 

 

Negação

 

No luto temos a parte da negação é quando não aceitamos as informações que recebemos como verdadeiras tendo assim desconfiança se realmente a pessoa faleceu. Atitudes e comportamentos que podem demonstrar a não aceitação pela morte da pessoa. Podendo ser silenciosa, ou quando a pessoa anuncia. Fase que é vista como autodefesa diminuindo assim os sentimentos diante da situação.

 

Raiva

 

É quando a pessoa apresenta raiva e sentimento de frustração, podendo relacionar isso a algum objeto ou até mesmo pessoas como culpadas da morte. Podendo ser um estágio passageiro, e a importância das pessoas ao redor darem apoio e terem bastante paciência com a pessoa em si. 

 

Negociação e Barganha 

 

É algo começa a pensar algo imaginário que poderia ter a possibilidade de reverter a situação e ter a pessoa com você novamente de voltar a ser como era antes. Muitas pessoas usam esse estágio para diminuir os sentimentos e emoções ou até mesmo eliminar. Tentando restaurar um contato que já não está mais ali. 

 

Depressão 

 

Isso é quando a pessoa se depara com a realidade de que a situação realmente é verdadeira, que perdeu um ente querido. São momentos intensos de tristeza, onde a pessoa começa a sentir vazio. Sendo o estágio de sofrimento doloroso. 

 

Aceitação 

 

Fase final do luto quando a pessoa consegue superar o processo do luto e lida melhor com a perda do ente querido, senti mais forte para vivenciar a ausência da pessoa, mesmo que ainda tenha algum sofrimento emocional e doloroso. 

 

O papel do psicólogo é ajudar você na perca desse ente querido, proporcionando assim uma melhor qualidade de vida. O falecimento de algum ente querido pode interferir na sua vida de modo que prejudique você na sua vida pessoal e profissional, portanto fique atento aos seus comportamentos, sentimentos, emoções e atitudes. 

Se você se identificou e está passando por algum desses estágios por conta que perdeu algum ente querido procure ajuda profissional cuide de você mesmo, podendo assim ser acolhido e ouvido sem julgamentos 

Izabela Cardoso Praça: Instagram 

Jornalista

Natália Grupo,Fernandes

Psicóloga Clínica

Leia Também: Meio Ambiente e a psicologia 

Izabela Cardoso

Sou Izabela Cardoso Praça, tenho 25 anos, cristã, jornalista, produtora de conteúdo e blogueira. Amo ajudar e inspirar pessoas com a minha história, onde busco superar a depressão e a ansiedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *