Como lidar com familiares no isolamento social

Boa convivência familiar é fundamental nesse período de isolamento social - foto por Freepik
Boa convivência familiar é fundamental nesse período de isolamento social – foto por Freepik

Nesse período de isolamento social pelo qual estamos passando, cuidar dos relacionamentos é crucial para suportarmos toda a carga emocional gerada pelos efeitos da quarentena do coronavírus.

Fazemos o que fazemos por um motivo. Pode ser que não tenhamos consciência desse motivo, mas ele existe. É possível até que não seja o melhor mas, ainda assim, é um motivo.

Da mesma forma o outro, ao expressar o seu comportamento diante de nós, terá os seus próprios motivos. Pode ser que não tenha a consciência, mas ele existe. É possível até que não seja o melhor mas, ainda assim, terá um motivo.

Saber onde somos iguais, no que somos diferentes e, sobretudo, compreender que há uma razão e uma origem por trás de tudo, acredite, nos coloca muito acima da média.

A compreensão das diferenças entre as pessoas é fundamental para o ajustamento das expectativas. Essa postura nos ajuda a cultivar relações saudáveis, principalmente em tempos de isolamento social.

Algumas ações simples podem ajudar:

  • Entenda que estamos todos no mesmo barco e precisamos remar juntos.
  • Evite criticar as manias de quem convive com você. Lembre-se que todos nós as temos.
  • Pratique o diálogo no lugar de discussões. Para isso, escute mais!
  • Aos que tem filhos, invista tempo neles com conversas e brincadeiras.
  • Contribua com tarefas domésticas. Essa atitude pode fortalecer os laços.
  • Se notar que alguém da família está triste, se ofereça para ouvir a pessoa sem julgamento.

Por Winderson de Sousa – coach emocional, escritor e palestrante (@coacheinderson)

Veja também:

10 dicas para controlar a ansiedade em tempos de coronavírus

Como fazer yoga e meditação em casa

Dicas para aumentar a imunidade

Izabela Cardoso

Sou Izabela Cardoso Praça, tenho 25 anos, cristã, jornalista, produtora de conteúdo e blogueira. Amo ajudar e inspirar pessoas com a minha história, onde busco superar a depressão e a ansiedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *