River em ascensão

Publicado em

Enrique Marcarian/Reuters

Tradicional equipe da Argentina, o River Plate se preparou dentro e fora dos gramados para que a maior tragédia de sua história passasse despercebida na memória de seus torcedores. Durou apenas um ano a passagem da equipe pela Segunda Divisão nacional. Com a vitória sobre o Almirante Brown por 2 a 0, no Monumental de Nuñez, o River voltou de forma merecida à elite. O Quilmes se juntou a ele e também estará na Série A.

De certa forma, o mau momento servirá de lições nos anos seguintes. O clube viveu fase ruim na última temporada, com salários atrasados e jogadores e torcida insatisfeitos, situação bem diferente de seus concorrentes, Boca Juniors, Independiente e Arsenal Sarandi, que se consagrou como campeão nacional.

O herói da festá foi o atacante David Trezeguet (foto), que fez os dois gols da vitória sobre o Almirante. Nascido na França e filho de um ex-jogador argentino, ele passou parte de sua infância e juventude em Buenos Aires, quando começou a torcer pelo River Plate. Depois de ver o time de coração cair para a segunda divisão nacional, o atacante resolveu defendê-lo nesta temporada, estreando em gramados sul-americanos.

Ele disputou três Copas do Mundo pela França e foi campeão em 1998, em casa. A torcida do River o carregou nos braços depois da partida de sábado. É sabido por todos que o presidente Daniel Passarella trabalhará duro nos bastidores para que a tragédia jamais se repita. A intenção é valorizar as divisões de base, contratar jogadores de qualidade, manter um time equilibrado e respeitar o débito financeiro. Outro herói da conquista foi o atacante Cavenaghi (ex-Internacional), sempre brilhante e líder nas horas mais dramáticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *