O jogo de forças da Libertadores

Publicado em

As oitavas de final da Copa Libertadores serão eletrizantes. Vejo um equilíbrio enorme em alguns confrontos e é impossível apontar um futuro campeão, pois, para se dar bem na competição, muitas vezes o bom futebol não basta: é necessário estratégias, malícia, catimba, algo que os argentinos e os uruguaios são mestres.

Vejo o Fluminense e o Santos em condições de chegar longe no torneio. Têm grupos qualificados, experientes e acostumados a decisões. Pena que o tricolor carioca, com a melhor campanha da competição até o momento, tenha de enfrentar o Internacional nas oitavas. Seria excelente ver cinco times brasileiros em condições reais de chegar às quartas de final. Gaúchos ou cariocas? Um deles segue à diante na tentativa de chegar ao topo da América. Eles já se enfrentaram na decisão da Copa do Brasil de 1992 e o colorado levou a melhor.

Trunfos do Flu, o técnico Abel Braga, o volante Edinho e o atacante Rafael Sóbis levaram o Inter à conquista da Libertadores e do Mundial de Clubes em 2006. Derrotou o São Paulo e o poderoso Barcelona, respectivamente. No lado do time do Sul, as esperanças são os armadores Dátolo e D’Alessandro e o atacante Leandro Damião. O Inter tem um time equilibrado também, mas precisa de reforços pontuais em certas posições (na zaga, principalmente).

O Santos terá tarefa mais fácil, pois enfrenta o Bolívar. Qualquer resultado que não seja a classificação do Peixe à fase seguinte será zebra. O time boliviano não tem tradição em Libertadores, além de a equipe ser muito inferior tecnicamente aos brasileiros. Somente a altitude de 3,6 mil metros de La Paz preocupa os santistas, que estiveram lá quando perderam para o Strongest por 2 a 1, de virada.

O Corinthians também passará tranquilo pelo Emelec, a grande zebra da competição. Ao vencer o Olímpia por 3 a 2, no Paraguai, os equatorianos tiraram o Flamengo da disputa pelo troféu. Não vejo um time capaz de surpreender o Timão, segundo melhor na fase de classificação. Com um dos orçamentos mais caros da Libertadores (cerca de R$ 150 milhões), o clube paulista joga todas as fichas na conquista inédita da Libertadores, sua obsessão na temporada.

Quem terá mais dificuldades é o Vasco, adversário do Lanús, que também era do grupo do Flamengo. O confronto será equilibrado e definido em detalhes. Não será surpresa se a decisão da vaga for nas penalidades máximas.

OS DUELOS:

Fluminense X Internacional

Corinthians X Emelec

Santos X Bolívar

Universidad de Chile X Deportivo Quito

Libertad x Cruz Azul

Lanús x Vasco

Unión Española x Boca Juniors

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *