Jovem, fã de CR7 e observado por europeus: conheça Zsóri, vencedor do prêmio Puskás

Publicado em

Gol de Zsóri contra o então, líder, Ferencvaros, em jogo pelo Campeonato Húngaro

Desconhecido, jovem e habilidoso ao ponto de superar o número 1 do mundo. Tais características se aplicam ao húngaro Dániel Zsóri, de 18 anos, que levou o prêmio Puskás da Fifa como gol mais bonito da temporada. O atacante com características de velocidade marcou um golaço logo em seu primeiro jogo como profissional do Debreceni, da Primeira Divisão do Campeonato Húngaro, e superou nada menos que Lionel Messi.

Curiosamente, esta é a primeira vez que um jogador da Hungria vence a premiação que homenageia o melhor jogador do país de todos os tempos e um dos melhores do mundo. Zsóri nasceu na realidade em Oradea, na Romênia, onde sua família residia, mas se mudou cedo para a Hungria, onde foi registrado. Antes de despontar do Debrecen, ele passou pelo Békéscsaba.

Zsóri se considera fã do português Cristiano Ronaldo. Em entrevista recente ao site da Fifa, ele confessou repetir os passos do camisa 7 da Juventus, que costuma marcar muitos gols de bicicleta.

O belo lance ocorreu diante do contra o líder da liga, Ferencvaros, em fevereiro deste ano. O então estreante na elite substituiu o apagado Mark Szesci nove minutos antes do final da partida, quando sua equipe perdia por 1 a 0. Pouco tempo depois que Zsóri entrou em campo, o Debreceni empatou o jogo. E, nos acréscimos, o atacante de 18 anos marcou o gol que seria apontado como o mais bonito de 2019 do futebol mundial. Além da escolha dos fãs pela internet, a eleição contou pela primeira vez com a participação de um conselho técnico da Fifa.

Zsóri já é analisado por várias equipes de segunda linha do futebol europeu. Um dos que buscaram informações foi o Dynamo de Kiev, da Ucrânia. Recentemente, clubes de Portugal,. como Braga e Belenesnes, analisaram o currículo do atleta com o intuito de investir nele para depois ter um retorno.

De acordo com o site Transfermakt, Zsóri tem valor de mercado de apenas 250 mil euros (R$ 1 milhão). O promissor jogador já colhe os frutos depois de sucesso impressionante. No início deste mês, ele assinou contrato com o Fehérvár, que também joga a elite da Hungria e é um clube mais popular e tradicional do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *