Em débito com a bola

Publicado em

Dani Pozo/AFP

Rápido. Habilidoso. Ousado. Oportunista. Galã de cinema. Cristiano Ronaldo é o rei do Real Madrid, do futebol português e imitado no mundo inteiro. Mas seu legado na Espanha está próximo de fim triste, já que ele estaria disposto a deixar o clube merengue. Insatisfeito na equipe por causa do afastamento de seus companheiros, inclusive o brasileiro Marcelo.

Existem outros problemas. O fato de ele não conseguir lutar em pé de igualdade pelo posto de melhor jogador do mundo faz sua auto-confiança cair pela metade. O craque também estaria insatisfeito com os pesados impostos na Espanha, que o impedem de obter maior faturamento anual. O Manchester United ofereceu 500 milhões de euros pelo atacante, oferta até agora recusada pelos espanhóis.

Cristiano ganha cerca de 10 milhõews por temporada, metade do salário de Samuel Eto’o. Dinheiro não seria problema para o português, que fatura altas cifras com contratos publicitários e, a exemplo de Neymar no Brasil, tornou-se famoso também por ser garoto-propaganda de várias marcas famosas.

Ainda no auge da carreira, Cristiano tem muito a mostrar ao mundo. Em 2014, ele será um dos astros da Copa organizada pelo Brasil e precisa estar bem para brilhar. Mas, para isso, precisa se acostumar com os problemas e vencer as dificuldades com inteligência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *