Eles mereceram

Publicado em

Susana Vera/Reuters

O mundo inteiro esperou para ver a decisão da Liga dos Campeões entre Real Madrid e Barcelona, dois dos times mais badalados do momento. Se Chelsea e Bayern de Munique levaram a melhor nas semifinais, é porque mereceram e jogaram inteligentemente. Os Blues souberam usar o sistema defensivo congestionado diante do poderoso time azul-grená, que não encontrou meios de atacá-los em todos os lados. O time bávaro começou assustado, mas não abandonou o ataque.

Se Robben e Mário Gómez não tivessem perdido boas oportunidades no primeiro tempo, a partida contra o Real Madrid não teria ido para a prorrogação, nem para os pênaltis. A vitória dos merengues por 2 a 1, no tempo normal, repetindo o placar do primeiro jogo, foi emocionante, cheio de lances geniais.

O Bayern ganhou seu último título da Liga em 2001, mas ainda é uma das potências da bola. Certamente mereceu a classificação por tudo o que fez na competição e honrará o fato de lutar pelo título em casa, já que a finalíssima diante do Chelsea será no moderníssimo Alliaz Arena, em Munique.

Essa foi a quinta vez que as duas equipes se enfrentaram em semifinal da Liga dos Campeões, e a quarta em que os alemães levaram a melhor: 1976, 1987, 2001 e 2012. Por isso, são conhecidos como Besta Negra pelos espanhóis. O time merengue conseguiu eliminar os bávaros apenas em 2000.

Agora, todas as atenções estão voltadas para o duelo em 19 de maio: Bayern de Munique x Chelsea. Curiosamente, é a quarta vez que uma equipe fará a final em casa. O Real Madrid derrotou a Fiorentina em 1957, no Santiago Bernabéu; a Internazionale superou o Benfica, no San Siro, em 1965; já a Roma perdeu o título para o Liverpool nos pênaltis (1 a 1 no tempo normal) em 1984, no Estádio Olímpico de Roma.

A promessa é de grande duelo pelo título na decisão entre alemães e ingleses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *