El Muñeco pede passagem

Publicado em

Os argentinos se rendem a Marcelo Galhardo. Há 30 meses no comando do River Plate, o jovem treinador de 40 anos ressuscitou a equipe de Buenos Aires e a tornou vitoriosa, como nos anos 1990. São cinco títulos, sendo um bicampeonato da Recopa Sul-Americana e uma Copa Libertadores. Qual é o segredo disso?

A verdade é que Galhardo adquiriu a vocação de treinador muito jovem e teve tempo para se preparar bem para a função. Começou fazendo um trabalho de restruturação no Nacional-URU há seis anos, com carta branca para fazer as mudanças necessárias. O trabalho, que seria a longo prazo, surtiu efeito imediato com a conquista do Campeonato Uruguaio em 2011-2012.

Galhardo tem muita identificação com o River. Ele foi criado nas divisões de base do clube, tornou-se vitorioso como armador e conhece bem a paixão da torcida. Hoje em dia isso é muito raro. No futebol brasileiro, não há mais um técnico com grande relação com o clube que dirige. Isso nos faz cair na cotação entre os técnicos de ponta.

No River, El Muñeco, apelido que ganhou nos tempos de jogador, mostrou sua virtude em entender de táticas, conseguindo formar um ferrolho defensivo de qualidade e um time com força nas jogadas aéreas.

A equipe não tem um grande grupo no papel, mas se mostra forte, ainda mais jogando no Monumental de Nuñez. E ainda sofre com a perda constante de jogadores para clubes estrangeiros. Depois de Teo Gutiérrez, Balanta e Barovero, a bola da vez é o excelente centroavante Alario, que inclusive já recebeu proposta do Flamengo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *