De regras a campeonatos

Publicado em

Regras existem para organizar algo e serem cumpridas à risca. Mas, no futebol brasileiro, elas acabam confundindo e prejudicando o andamento das competições e do planejamento dos times. A CBF decide de uma hora para outra esticar a Copa do Brasil e não faz o mesmo com o prazo de inscrições de atletas.

O prazo máximo de inscrição seria em 24 de abril. Desta forma, muitos daqueles contratados pelas equipes de forma mais recentes não poderão jogar. Os brasileiros que estão na Libertadores são os mais prejudicados. E as equipes sofrem muitas modificações no segundo semestre, com venda de atletas para os clubes da Europa. Isso acarreta uma desestruturação das equipes, com técnicos obrigados a montar novos times para atuar nessa ou em outra competição.

Atletas que atuaram por outras equipes também não poderão jogar a Copa do Brasil. Nesse sentido, um limite de três a quatro jogos seria ideal, lembrando que a competição começa em março e termina em novembro. A Libertadores é a mesma coisa, mas é mais difícil um rival tirar um atleta de outro.

É válido que as competições sofram ajustes para serem mais atrativas para o torcedor. Mas é preciso que as regras sejam readequadas, para que possam ser compreendidas de fato pelo torcedor. Antes de mudar o formato, que estabeleçam novo regulamento a fim de todos terem as mesmas condições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *