Skip to main content
 -
Psicólogo graduado pela Universidade FUMEC, Pós-graduado em Psicologia Médica pelo departamento de Psiquiatria e Neurologia da Faculdade de Medicina da UFMG e Mestre em Educação, Cultura e Sociedade pela UEMG, tendo desenvolvido dissertação na área de Violência Contra a Mulher.

Meus pais não aprovam meu noivo e me criticam por ter feito sexo com ele

pais reprovam noivo

“Boa tarde, Dr. Douglas. Achei muito interessante a sua iniciativa de responder ao público. A dúvida de hoje é: até quando devo suportar meus pais? Tenho 25 anos e perdi a virgindade com meu noivo, já há algum tempo. Quando eles descobriram, principalmente minha mãe, ficaram sem conversar comigo, além de me chamarem de diversos nomes. Meu pai é pastor e minha mãe diz que eu fiz algo que havia prometido que não faria. Sofri muito com essa situação e passei a ter um forte sentimento de culpa, o qual estou tentando superar. O fato é que a minha mãe joga sempre na minha cara que a “traí” e, desde então, nossa relação nunca mais foi a mesma. Estou a ponto de explodir. Ela fica sem conversar comigo por pequenas coisas; não posso discordar de uma atitude dela, que já vira a cara pra mim e fica dias sem conversar comigo. Além disso, sou obrigada a ouvir o tempo inteiro coisas como “não vejo a hora de você se casar logo e eu ficar livre de você” e ter de ficar calada porque, se me manifestar, sou tida como rebelde.  Estou comprando meu apartamento e eles querem que eu more no lugar que escolherem. Também sou obrigada a ouvir minha mãe falando que meu noivo, por ter condições econômicas mais simples, não me dará uma vida feliz, porque não terá oportunidades. Já tentei conversar várias vezes com eles, pedindo mudare este tipo de comportamento em relação a mim e, o que eu ouvi, foi: “você é melindrosa”. Sinceramente, estou com uma certa “antipatia” da minha mãe. Desejo-lhe que aconteçam coisas ruins o tempo inteiro  e, honestamente, preciso do seu auxílio para saber como proceder perante essa situação. Obrigada”.

 

Envie sua dúvida para perguntaUAI@gmail.com  Não identificamos os autores das perguntas

 

Resposta:

Querida leitora, eu fico impressionado ao ver tantos pais se comportarem de forma inadequada. Meus pacientes e leitores sabem que não entro em questões de ordem religiosa porque, cada um tem a sua crença e, também, por eu não ter conhecimento aprofundado para debater temas espirituais. O que procuro fazer neste blog, é refletir com vocês sobre coisas que acontecem no cotidiano, à luz da Psicologia. Sinceramente, não consigo ver qual é o crime que você cometeu, por ter tido relações sexuais com seu noivo, na faixa etária em que você se encontra. O que temos visto no dia a dia é que espanta e preocupa: relações sexuais acontecendo cada vez mais cedo, de forma absurdamente precoce. Não raro, vemos casos de iniciação sexual aos 12 ou 13 anos. Penso que seus pais deveriam é se orgulhar por você não ter feito parte desta triste estatística das nossas crianças e pré-adolescentes.

Muitos pais precisam entender melhor até onde vai seu raio de ação sobre a vida dos filhos. Quererem escolher com quem os filhos irão namorar e/ou casar, definir quais serão as profissões a serem seguidas por eles e controlar seus corpos  – depois de certa idade – é algo totalmente inadequado, no meu humilde modo de entender. No seu caso, eles querem definir até mesmo o lugar que irá morar. É o cúmulo do controle, não? Pra piorar, nem ser dona do seu próprio corpo você pode. Pelo fato de ter tido relações sexuais com seu noivo, você passou a ser agredida diariamente, sendo chamada de traidora por sua mãe. Quanto exagero nisso! Será que uma mãe que se preze, fica dizendo para uma filha que não vê a hora dela sair de casa? Além disso, ela fala que não vê a hora de ficar livre de você. Tudo isso porque você transou? Quer dizer que você, mesmo sendo maior de idade, não pode ser dona do próprio corpo? Será que você se tornou um monstro por ter feito sexo?

Pra piorar a situação, quando você tenta conversar e pedir para ser tratada de maneira diferente, é chamada de melindrosa e rebelde. Como não ter antipatia da sua mãe ao ser tratada desta forma? Fica difícil, não? Ah, já ia me esquecendo. Sua mãe não aprova seu noivo pelo fato dele ter uma condição econômica mais simples. Em primeiro lugar: que tem de aprovar seu noivo é você e não ela. Em segundo lugar: há um moralismo religioso pelo lado sexual e, por outro, uma pessoa é classificada como inapta para a filha por questões financeiras. Onde está o espírito cristão nessa hora? Parece-me que há uma incoerência aí, não? Além de tudo isso, sua mãe age como se tivesse uma bola de cristal, que adivinha o futuro. De acordo com suas previsões, seu noivo não terá oportunidades na vida e não te fará feliz. Como ela tem certeza disso? Este tipo de comportamento revela uma certa prepotência, porque ninguém tem autoridade para fazer afirmações desta natureza.

Dicas pra você: querida leitora, eu sei que você está passando por uma fase de vida pesada. Compreendo, também, seus sentimentos de revolta por tudo o que tem passado e ouvido. Entretanto, não é inteligente da sua parte, gastar tanta energia com pensamentos ruminativos permeados pelo sentimento de raiva. Ficar pensando e desejando mal à sua mãe, grande parte dos dias, não irá te levar a lugar algum. Vamos ser mais inteligentes e práticos. Em primeiro lugar, jogue essa culpa na lata do lixo. Você teve e tem relações sexuais com o homem que ama e que escolheu para casar. Fazer sexo com a pessoa que amamos é também uma demonstração de amor. Não há nada de errado nisso. Pelo contrário; é muito saudável e você deve se sentir feliz por ter encontrado o homem com o qual quer dividir a vida.

Vocês estão noivos e agora, é chegado o momento de começar a planejar sua saída de casa. Portanto, você irá comprar o apartamento onde você e seu noivo definirem. Isso é importantíssimo de ser observado porque, se você ceder neste ponto, daqui a pouco, sua mãe é quem irá querer definir quais serão os móveis, irá querer ter as chaves de sua casa e definirá quem pode e quem não pode te visitar. Com o passar do tempo, seu casamento pode até ficar comprometido, em virtude da insatisfação do seu futuro marido, com tamanha intromissão. Já vi dezenas de casamentos acabarem por causa disso. Portanto, muita atenção de agora em diante. Tome as rédias da sua vida nas suas mãos e mostre aos seus pais até onde eles podem ir. É uma questão de colocar limites neles, mesmo! Você está numa ótima fase da vida – pré-casamento – e é muito importante vivê-la de forma saudável e em paz. Pense nisso e mãos à obra! Desejo sucesso e felicidade a você e ao seu noivo também!

Um abraço do

Douglas Amorim

Psicólogo clínico, pós-graduado em Psicologia Médica, mestre em Educação, Cultura e Sociedade

Consultório: (31)3234-3244

www.douglasamorim.com.br

Instagram:@douglasamorimpsicologo

Canal no youtube: https://www.youtube.com/user/douglasdanielamorim

2 thoughts to “Meus pais não aprovam meu noivo e me criticam por ter feito sexo com ele”

  1. ler uma coisa dessa e tão triste , mais me orgulha de ser UMBANDISTA é na minha familia não existi esse tipo de prolema em relação as condiçoes do seu futuro esposo seu pai como pastor deveria saber que “A MULHER SABIA EDIFICA O LAR”

  2. Desculpe a minha sinceridade, mas geralmente pastores gostam de pregar falsas moralidades, e ficam pensando no proximo pagamento do dizimo dos fieis, só pelo fato deles falarem que seu noivo nao tem condições financeiras e que vc não irá ser feliz, dá pra vc ter uma noção, pra que fim eles ou ele virou (viraram) pastor, se vc é feliz com seu noivo, ´´vaza“ da casa dos seus pais rapido, eles vão cada vez mais querer te jogar pra baixo, desculpe, sei que eles são os seus pais, mas de pastores assim o inferno ta cheio, prefiro ser um pecador, mas com a conciencia limpa, do que ser um ´´fiel“ que julga as pessoas, ao invés de te apoiarem, só de jogam pra baixo, a biblia fala ´´falsos pastores pregarão em meu“ …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.