Skip to main content
 -
Psicólogo graduado pela Universidade FUMEC, Pós-graduado em Psicologia Médica pelo departamento de Psiquiatria e Neurologia da Faculdade de Medicina da UFMG e Mestre em Educação, Cultura e Sociedade pela UEMG, tendo desenvolvido dissertação na área de Violência Contra a Mulher.

Meu marido e minha sogra me comparam com as ex-namoradas dele. Sinto-me péssima.

***** A pergunta na íntegra está disponível no próprio vídeo, logo abaixo *****

 

Envie sua dúvida para perguntaUAI@gmail.com   Não identificamos os autores das perguntas

Instagram: @douglasamorimpsicologo

Inscreva-se no nosso canal do youtube:

youtube.com/douglasamorimpergunteaopsicologo

                       

Resposta no link logo abaixo:

Um abraço do

Douglas Amorim

Psicólogo clínico, pós-graduado em Psicologia Médica, mestre em Educação, Cultura e Sociedade, Doutor em Psicologia Cognitiva

Instagram:@douglasamorimpsicologo

Consultório: (31)3234-3244

www.douglasamorim.com.br

Basta clicar no link abaixo para assistir ao vídeo com a resposta!

2 thoughts to “Meu marido e minha sogra me comparam com as ex-namoradas dele. Sinto-me péssima.”

  1. Imponha-se!
    Independente da comparação ser positiva ou negativa. Inclusive pondere isso na conversa com ele. Respeitar a você é algo importante. Converse com seu marido primeiro. Deixa explícito que isso te deixa desconfortável e que espera a colaboração dele e da sua sogra. Quando sua sogra começar a falar. Saia do ambiente. Se sua sogra ainda assim continuar a ser inconveniente fale com ela.
    Infelizmente o mundo é repleto de pessoas sem noção. E tem hora que devemos colocar cada um em seu devido lugar.

  2. Não questionaria o amor dele porque Não o conheço, mas o casamento pode ter ocorrido como por acomodação, como o relato dado por dois viúvos da história da minha família: tio avô e primo, em que a vida teve que continuar: recomeçar, em que amor mesmo não chegou a acontecer em todos os casamentos, houve mais companheirismo! Na situação do seu marido, pode ele ter ouvido da família da ex, a diferença da classe social que havia e, ai a sua sogra e seu marido, amenizam essa “provação” se colocando como “superiores”, para você valorizar que uma mulher em melhores condições financeiras namorou ele! O que justificaria as saídas dele com amigos ou conhecidos e terem “convidado” a prostituta, depois do término da relação! Sugeriria é uma conversa franca com ele sobre os sentimentos dele em relação a ex, para evitar sofrimento futuro. A velhice chega, a ex pode vir a querer reatar com ele, quando não houver mais os pais “opinando”! E o detalhe que a minha mãe dizia em situações como a sua: “Ninguém sabe o que passa no coração das pessoas”!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.