Skip to main content
 -
Psicólogo graduado pela Universidade FUMEC, Pós-graduado em Psicologia Médica pelo departamento de Psiquiatria e Neurologia da Faculdade de Medicina da UFMG e Mestre em Educação, Cultura e Sociedade pela UEMG, tendo desenvolvido dissertação na área de Violência Contra a Mulher.

Senti desconforto emocional na consulta ginecológica da minha esposa

 

“Dr. Douglas, acompanhei recentemente minha esposa a uma consulta médica. Fomos preparados apenas para mostrar alguns resultados de exames antigos, com a intenção dele passar novos exames para a retirada de útero, pois, o profissional também é cirurgião. Após a recepção o médico fez três perguntas: É ultrassom? _não. É transvaginal? _não. É consulta? _sim, apenas consulta. Logo em seguida ele pediu que colocasse o chambre. Minha esposa foi até o local de troca e o colocou. Ao retornar ele realizou um ultrassom e até aí tudo bem. O problema foi quando ele disse: “vamos dar uma olhada nessa mama”. Nossa, foi muito desconfortante ver outro homem, mesmo que profissional, tocando minha mulher. Já faz uns poucos dias mas ainda me sinto muito mal, até mesmo para lhe tocar ao lembrar… Estou muito preocupado comigo mesmo, pois sei que é puro preconceito de minha parte. Em conversas com minha esposa disse a ela que não gostei da insistência do médico em realizar o toque nas mamas sem luva e abrindo todo chambre que o pano é fino o bastante para o médico sentir algo diferente e daí aprofundar no exame. Também ele perguntou por duas vezes se estava menstruada e queria fazer exames nas partes baixas. Pelo fato de minha esposa falar que ainda estava sagrando, não aconteceu (ainda bem)… Tenho me culpado pela minha ignorância e estou até disposto a procurar ajuda psicológica pois esse fato está me corroendo e tenho medo que isso possa vir a prejudicar nosso casamento de 21 (vinte e um) anos. Meu apetite sexual é intenso, mas depois dessa consulta algo mudou!”

 

Envie sua dúvida para perguntaUAI@gmail.com   Não identificamos os autores das perguntas

Instagram: @douglasamorimpsicologo

        Inscreva-se no nosso canal do youtube:     

youtube.com/douglasamorimpergunteaopsicologo

 

Resposta no link logo abaixo:

Um abraço do

Douglas Amorim

Psicólogo clínico, pós-graduado em Psicologia Médica, mestre em Educação, Cultura e Sociedade

Instagram:@douglasamorimpsicologo

Consultório: (31)3234-3244

www.douglasamorim.com.br

 

Basta clicar no link abaixo para assistir ao vídeo com a resposta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.