Skip to main content
 -
Psicólogo graduado pela Universidade FUMEC, Pós-graduado em Psicologia Médica pelo departamento de Psiquiatria e Neurologia da Faculdade de Medicina da UFMG e Mestre em Educação, Cultura e Sociedade pela UEMG, tendo desenvolvido dissertação na área de Violência Contra a Mulher.

Sinto-me feio e acho que debocham de mim a todo instante. O que fazer?

“Olá, Dr. Douglas. Primeiramente é um prazer falar com o senhor. Acompanho seu canal no YouTube e sempre acho bem proveitosos os seus diagnósticos. Sou estudante de Direito, tenho 27 anos e faço estágio em um tribunal. Nunca namorei e tenho dedicado a minha vida aos estudos para que possa dar uma vida melhor à minha família. Sou bastante tímido e acho que na maior parte, isso vem de uma baixa autoestima que tenho. Tenho um amigo em quem confio bastante e uns 03 colegas na faculdade. Não me acho bonito e, inclusive, algumas pessoas crueis já fizeram piadinhas sobre minha aparência. Nunca entendi algumas agressões que sofri de forma gratuita. Entretanto, me considero inteligente e tenho bastante destaque na faculdade pelo meu ótimo desempenho. Sinto que às vezes me menosprezam a todo momento. No lugar em que trabalho, por exemplo, as pessoas sequer olham no meu rosto quando vão falar comigo. Isso tudo derruba a já baixa avaliação que tenho de mim mesmo. No meu trabalho mesmo, um dos meus chefes se recusa a me ensinar alguma coisa e posterga ao máximo tudo que me envolva. Já com o outro estagiário, ele senta junto, ensina tudo e ainda se sente confortável para comentar coisas da vida particular dele.  Este estagiário em questão é gay e tem bastante cuidados com seu físico. Sempre priorizei o intelecto, porém, vendo agora o desequilíbrio com uma pessoa vaidosa acho que priorizei o setor errado no país errado. Deveria talvez ter feito a segunda opção. Não sei se isso é uma neura da minha cabeça ou se essa situação realmente está ocorrendo, porém se estiver, acho muita crueldade e sinal de extrema burrice e futilidade tratar alguém mal porque não o acha atraente ou mesmo feio. Não sei lidar diariamente com preconceito e rejeição. Isso faz me afastar das pessoas no trabalho,  o que só piora tudo, pois acho que nem eles vêem a forma que me tratam. O senhor acha que preciso de ajuda profissional ou intensificar os cuidados com a aparência para enfim me sentir aceito pelas pessoas com quem convivo ? Agradeço o espaço e desejo sucesso profissional e familiar ao senhor”.

Envie sua dúvida para perguntaUAI@gmail.com   Não identificamos os autores das perguntas

Instagram: @douglasamorimpsicologo

Inscreva-se no nosso canal do youtube:

youtube.com/douglasamorimpergunteaopsicologo

Resposta no link logo abaixo:

Um abraço do

Douglas Amorim

Psicólogo clínico, pós-graduado em Psicologia Médica, mestre em Educação, Cultura e Sociedade

Instagram:@douglasamorimpsicologo

Consultório: (31)3234-3244

www.douglasamorim.com.br

 

Basta copiar o link e colar no seu navegador para ver a resposta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.