Skip to main content
 -
PCAlmeida é Cruzeirense, publicitário fanático, jornalista teimoso.

Cruzeiro 98 anos – O amor me escolheu

Outro dia, estava no carro, com o rádio ligado e então começa a propaganda de um banco. A primeira frase do texto era:

“Você escolheu o seu time de futebol”

Terminei de ouvir a publicidade que tinha a mensagem clichê e batida: a vida é feita de escolhas.

Coloquei-me a refletir: Eu não escolhi o meu time de futebol. Acho que o autor deste texto não torce para ninguém, ou mesmo é um daqueles simpatizantes que só gosta de futebol na época de Copa do Mundo.

Assim colocado, parece que em certo momento da minha vida, surgiram vários times a minha frente e eu pesei e medi para escolher um. “Ah esse não, a camisa é feia”, “Esse talvez, mas o time é ruim”.

Nada disso!

Sinto por diversos motivos, que o Cruzeiro é que me escolheu.

O amor que sinto por este clube é tão forte que parece inerente a mim mesmo. Como se a minha existência tivesse como razão de ser apenas ser Cruzeirense. O resto seria um mero apêndice.

Agora, que sou pai, sinto um amor ao meu filho tão forte que nem sei, chega a doer o coração. Arrisco-me a dizer que é algo parecido com o que sinto pelo Cruzeiro Esporte Clube. Este clube é como um filho pra mim.

Hoje, meu filho mais velho completa 98 anos de existência. Vivo esta relação há apenas 38 anos. Tudo tão intenso, tão forte, que parece que este amor é intrauterino ou mesmo de vidas passadas.

Se um dia, eu fizer regressão, acredito que me encontrarei entre aqueles italianos que fundaram o Palestra Itália, foram perseguidos por serem trabalhadores e gringos, tiveram que mudar o nome e as cores do clube para sobreviver aos medos da Guerra. Depois disso, conquistaram o Brasil e a América do Sul, encantando o mundo.

Nascemos gigantes e crescemos ainda mais!

Quando um dia o ar me faltar e eu partir para outro plano, quero levar comigo este amor para vivê-lo em outras vidas. Pois, não consigo conceber a minha existência sem você, Cruzeiro!

Feliz aniversário, meu amor!

7 comentários em “Cruzeiro 98 anos – O amor me escolheu

  1. Parabéns meu Cruzeiro querido! Ainda não completou um centenário e já é disparado o maior de Minas, com a sexta maior torcida do Brasil. Quantos por aí gostariam de estar em nosso lugar…

  2. Bora encher a paciência do amigo PC? Então… estou com quase 60 anos, sempre passados aqui no Belzonte, minha terra. Um dia desses, ali por 1963 (depois de Cristo, ok?) meu querido pai, ex-conselheiro do Cruzeiro (Brandi, Furletti, Masci todos amigos), que foi sepultado com uma bandeira do clube, me pega pelo braço e leva no Independência, àquela época um estádio de futebol.
    Me lembro, era o torneio início. Parte grande em tenebroso e cediço preto-e-branco. Outra parte grande em verde e branco e… no cantinho… um povo, a torcida do iniciante Cruzeiro. Eu ganhei uma camisa listrada (nunca vi, acho que mais pirata impossível), que era o que dava pra pagar. Fomos pra beirada. Hoje, vendo esse povo todo, o nome do clube conhecido em todo o mundo, o salão imenso de troféus carregado e sempre sendo abastecido com mais ouro, fico muito feliz por ter testemunhado esta história.
    E mais por vir! Cruzeiro Esporte Clube, parte de nossa vida, imagem de nossa cidade para o mundo, O clube imenso de Belo Horizonte, de nossas Minas Gerais!

  3. Um ano após a CAGADA de trazer o Bruno Silva em vez de manter o Hudson, o Cruzeiro me traz um tal de Jadson, que no medíocre time do Fluminense de 2018, nunca foi um dos nomes destacados. Quem acompanha sabe que no time carioca Júlio César (goleiro), Gilberto (lat direito), Ayrton Lucas (lat esq) e Pedro (que quando lesionou, provocou uma queda de rendimento deles que pelo menos se mantinham no meio da tabela), eram os únicos com alguma qualidade.
    E esse colombiano?
    O novo De La Cruz?
    Tenho certeza que Vitinho (vendido por valor irrisório) e Nonoca (que entrou bem quando escalado, mas foi emprestado inexplicavelmente) são superiores a esses reforços! E contribuiriam ainda com a redução da folha de pagamento e prováveis negociações futuras que trariam retorno ao combalido caixa do clube

  4. Parabéns maior de Minas e um dos maiores do Brasil e do mundo!!!!
    Essas são as indicações de Mano “Paneleiro” Menezes, para que seus “amigos” não percam a titularidade de forma alguma: Henrique e Cabral rumo ao recorde de Fábio… uma vergonha essas contratações e nunca serão reforços….propostas por esses dois nunca e ainda sobraram Manoel, Murilo, perderam Tony Anderson a preço de banana, etc…..Com tanta moeda de troca disponível e nem uma contratação séria, mesmo sabendo que o time precisa de no mínimo 4 reforços para LA? E nem compareceram à missa de 98 anos do Clube!!!E a bagunça com definição do atletismo: quando todos falam e ninguém decide vira bagunça….PC e a auditoria da gestão anterior???? Vamos cobrar!!!!

  5. Meu caro PC, realmente a forma de escolha de time é incrível, e também entendo que é como você bem frisou,parece que é o time que nos escolhe. E vou descrever aqui, como percebi que era cruzeirense: Eu tinha apenas seis anos de idade, e a Raposa astuta jogava contra um time que já não existe mais. O time do “Renascença” , e eu estava brincando no terreiro, enquanto minha irmã, Helena, estava escutando o jogo pelo rádio. E ali brincando derrepente, escutei um grito de gol; parei de brincar e prestei atenção quando minha irmã falou, “gol do cruzeiro” em alta voz. Meu coração bateu forte, corri pra saber melhor, da minha irmã e do rádio, quem teria feito o gol, e quanto estava a partida. Assim, meu irmão, Raimundo que também estava na sala, atleticano roxo, quando me viu gritou de lá: é, foi gol do cruzeiro, mas agora está 3×1 pro Renascença; O Cruzeiro estava jogando com um time reserva, e perdia de 3×1 pro lanterna do campeonato Mineiro; Mas o meu coração me testificou, sou Cruzeirense, O meu time ainda vai ganhar muitos títulos. E foi assim que descobri que era cruzeirense, e que felicidade de ser cruzeirense até agora. Abraços. Parabéns campeões.

  6. Vejam o que o Globo Esporte noticia agora a tarde sobre Cruzeiro x Flamengo e Arrascaeta.

    “”A multa rescisória para tirar Arrascaeta do Cruzeiro é de 80 milhões de euros, segundo Itair Machado, em entrevista ao canal Fox Sports. No entanto, o dirigente afirma que libera o jogador caso o clube mineiro receba R$ 10 milhões líquidos pela negociação. No entanto, para o Cruzeiro receber esse valor, o Defensor-URU (que revelou Arrascaeta) e o Atenas-URU (que vendeu Latorre ao Cruzeiro em uma negociação conjunta) teriam de abrir mão de débitos da Raposa, envolvendo a contratação desses dois jogadores, qu estão sendo resolvidos na Fifa. De acordo com o dirigente do Cruzeiro, o valor dessas dívidas gira entre R$ 3,5 milhões e R$ 4,5 milhões.””

    – Se ele liberar da dívida que temos com os dois clubes laranjas dele (Atenas e Defensor, do Uruguai), que dá entre 3,5 milhões a 4,5, milhões, ficando R$10 milhões líquidos, eu libero por 10.

    O Itair não sabe vender! Ele entrega de graça o patrimônio para os adversários. Critica o Gilvan e o Vicintin e faz pior!

    Pagou-se caríssimo pelo inútil Sobis, Ezequiel custou dinheiro e saem de graça como Thonny Anderson para o Grêmio e agora o Arrascaeta por essa mixaria! E Pedor Lourenço com quanto ficará desses minguados 10 milhões?

    A desculpa que a negociação foi iniciada na administração passada é piada! O antigo dirigente fez a proposta em nome do Flamengo e não dele pessoalmente. Só um dirigente despreparado como esse Itair para cair num engano desses. INCOMPETENTE, TRAIDOR! Que venda o Arracaeta para qualquer time menos para o Flamengo. Esta é a atitude correta e decente. Itair! Mais que esse dinheirinho, respeite o nome do Cruzeiro e dignifique seu cargo! Chega de dar audiência para a mídia esportiva do Rio e de São Paulo humilhar o Cruzeiro. Toma juízo! Como o Mano não admira o Arrascaeta a venda dele nessa péssimas condições é para agradar ao Mano e humilhar a todos nós torcedores e, consequentemente, a instituição Cruzeiro Esporte Clube. Uma lástima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *