Skip to main content
 -
Denyse Lage Fonseca é formada em Letras e especialista em educação a distância. É autora de artigos enciclopédicos (InfoEscola.com) e de materiais didáticos (Portal Acessaber) que tratam de diversificados conteúdos relativos à Língua Portuguesa, da qual gosta desde criança. Como professora, atuou em diferentes níveis de ensino.

“Catorze” ou “quatorze”?

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Quando eu tinha catorze anos (outro dia mesmo… 😊), eu bordei o numeral catorze e o meu nome… Vasculhei as minhas coisas para encontrar esse numeral. Queria postá-lo aqui… Lembrei-me de que ele deveria estar guardado em uma sacolinha de pano, junto com alguns cartões e alguns papéis. Mas, após uma apurada busca, só achei o meu nome… Não achei o catorze, conforme você pôde notar ao ver a imagem que ilustra o texto… O catorze não está bordado, mas é bonitinho também! Bom, vamos ao que interessa! Como se escreve o referido numeral? Com “ca” ou “qua”? Eu escolhi a primeira opção, que é sem dúvidas a mais utilizada. Porém, poderia ter escrito “quatorze”. As duas formas fazem parte da nossa língua, viu?

 

Veja mais exemplos de palavras que admitem a dupla grafia:

cota e quota

cotizar e quotizar

cociente e quociente

cotidiano e quotidiano

 

Para encerrar, acrescento que o meu trabalho com o bordado acabou se restringindo ao meu nome e ao numeral catorze (ou “quatorze”). Por isso, foram marcantes! Trata-se de um trabalho manual bem minucioso!

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

10 comentários em ““Catorze” ou “quatorze”?

  1. Olá, Profª Denyse!

    Muito curioso o fato de algumas palavras admitirem dupla grafia. Mas qual seria o motivo? Bom, com relação ao 14, eu sempre escrevi “quatorze”, devido à similaridade com o “quinze”, que segue na sequência. Quanto ao bordado, já que você não localizou o numeral, poderia ter postado o seu nome, para apreciarmos a obra de arte!! Grande abraço!

    1. Olá, Fernando!

      Pois é… Temos uma forma que remonta à origem latina da palavra e a outra forma mais aportuguesada.

      Em outra oportunidade, postarei a minha obra de arte aqui… 🙂

      Muito obrigada pela presença constante!

      Volte sempre!

      Grande abraço!

      Denyse

  2. Cara Denyse, boa tarde!

    Gostaria de iniciar dizendo que sempre leio seu blog. Ele nos é muito útil e oportuno.
    Também gostaria de fazer um pedido: não sei explicar ortograficamente o termo correto, mas gostaria de pedir-lhe uma explicação sobre do porquê de algumas sílabas, depois do hífen, serem acentuadas e outras não (pelo menos é esta minha percepção). Exemplo: o correto seria amá-la ou ama-la? separá-la ou separa-la?
    Se puder me brindar, bem como seus milhares de leitores e leitoras, ficaria muito agradecido!
    Um grande abraço!

    1. Oi, Gian!

      Fico muito feliz com o seu interesse contínuo em acompanhar o meu blog e com a sua opinião sobre ele!

      Abordarei, sim, o tema sugerido por você!

      Muito obrigada pela presença!

      Volte sempre!

      Denyse

    1. Oi, Francisco!

      Fico muito lisonjeada por saber que o meu texto foi de grande valia para você!

      Amém!

      Muito obrigada pela presença constante!

      Volte sempre!

      Denyse

  3. Olá. Só aprendemos com a leitura e uma boa dose de curiosidade. Foi o que aconteceu comigo, o interesse em aprender me trouxe até aqui. Valeu pela dica. Obrigado.

    1. Olá, Chester!

      Concordo!

      Fico muito contente com fato de você ter chegado ao meu blog!

      Agradeço-lhe a exposição de suas valiosas palavras!

      Volte sempre!

      Denyse

  4. Muito bom este espaço criado por vc para tirar as inúmeras dúvidas que todos nós temos em relação ao nosso português…
    Parabéns e um grande abraço.

    1. Oi, Luiz!

      Fico extremamente feliz e lisonjeada com os seus cumprimentos ao meu trabalho!

      Muito obrigada pelas suas motivadoras palavras!

      Volte sempre!

      Um grande abraço,

      Denyse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *