Skip to main content
 -
Denyse Lage Fonseca é formada em Letras e especialista em educação a distância. É autora de artigos enciclopédicos (InfoEscola.com) e de materiais didáticos (Portal Acessaber) que tratam de diversificados conteúdos relativos à Língua Portuguesa, da qual gosta desde criança. Como professora, atuou em diferentes níveis de ensino.

“Ela é pão-duro” ou “Ela é pão-dura”?

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Como devemos nos referir àquela pessoa que, digamos, é econômica demais? Para você, qual frase está correta?

Ela é pão-duro! 

ou

Ela é pão-dura!

E aí? No masculino ou no feminino? Bom, se você respondeu que a primeira frase está correta, você acertou! Isso porque “pão-duro” não varia em gênero. Então, nada de chamar a sua irmã, a sua amiga, a sua colega de trabalho ou a sua chefe (nesse caso, seria muita audácia!) de pão-dura, viu? Diga, se a coragem lhe permitir, “pão-duro”! Que mão de vaca!

 

E o plural de pão-duro? É “pães-duros”!

 

Que a magia do Natal contagie a sua vida!

Feliz Natal e um 2019 repleto de bênçãos!

Denyse

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

14 comentários em ““Ela é pão-duro” ou “Ela é pão-dura”?

    1. Oi, Luiz!

      Fico muito lisonjeada com as suas palavras!

      Que alegria saber do seu incansável interesse em minhas publicações!

      Muito obrigada pela presença!

      Amém!

      Grande abraço,

      Denyse

  1. Não seria um caso de silepse, quando a concordância é lógica e não gramatical? Da mesma forma que dizemos “a gente está cansado disso”, ou “São Paulo é muito linda”, podemos fazer uma concordância lógica e dizer que ela é pão-dura e eles são pão-duros, afinal, caso contrário, o significado seria que ela ou eles é/são um pão. E esse pão é duro. O que aponta para o sentido literal, no entanto, é uma metáfora, afinal, não somos pães. Abraço, feliz ano novo.

    1. Oi, João!

      No contexto comunicativo abordado, não há silepse. Não há uma concordância com uma ideia subentendida. “Pão-duro” não concorda com “Ela” (gênero expresso), pois se trata de uma expressão (metáfora) masculina.

      Muito obrigada por interagir comigo, expondo os seus questionamentos!

      Amém! Feliz 2019 para você também!

      Volte sempre!

      Abraço,

      Denyse

    1. Oi, Ana Maria!

      Para exprimirmos um fato hipotético/suposto, devemos empregar “esteja”.

      Muito obrigada pela presença em meu blog!

      Volte sempre!

      Denyse

    1. Olá, João!

      Alegra-me demais a sua avaliação “muito agradável” das minhas abordagens!

      Muito obrigada pela exposição de suas valiosas palavras!

      Volte sempre!

      Denyse

    1. Oi, João!

      Recebi, sim! Respondi ao seu comentário anteriormente.

      Não tenho perfil em redes sociais.

      Excelente é ter a sua presença aqui!

      Volte sempre!

      Denyse

    1. Oi, Xisto!

      Fico muito lisonjeada com o fato de você considerar o meu blog “um oásis”!

      Agradeço-lhe a presença constante aqui!

      Amém! Um belo 2019 para você também!

      Volte sempre!

      Denyse

  2. Bom dia, mestra Denyse, há muito não me comunico, porém, jamais deixei de lhe admirar e curtir suas dicas. Parabéns por mais esta dica valiosa. Se “só ama e cuida quem conhece”, aprendamos, pois, os meandros da mais charmosa Língua entre todas.
    Fraterno abraço

    1. Olá, José das Mercês!

      Fico encantada com as suas palavras que tanto valorizam o meu trabalho! Muito obrigada por partilhá-las!

      Agradeço-lhe demais o seu interesse incessante em acompanhar as minhas dicas!

      Volte sempre!

      Fraterno abraço,

      Denyse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *